Quarto de Miguel

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto de Miguel

Mensagem por Lucy Donati Kerr em Sex Maio 01, 2015 4:29 pm









A mansão é repleta de lugares confortáveis e bonitos. Os quartos de cada um emana a energia individual do dono. Pela sua personalidade não é diferente com Miguel. Seu quarto era diferente. Exalava sofisticação, da cama a mobília moderna e elegante que ainda abrigava uma belíssima moto, variados jogos, espécie de cinema particular e diversos equipamentos de som de ultima geração.  Seu próprio universo. Ninguém ousava entrar sem a sua permissão.




ROMA - ITÁLIA / MANSÃO DONATI / PRIMEIRO ANDAR - QUARTO DE MIGUEL




what the fuck, bitch?
● ● ●
Lucy Donati Kerr
avatar

Posts : 92
Idade : 27

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Emprego: Nenhum
Casa: Lufa-Lufa

Ex-administradores
Ex-administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Miguel

Mensagem por Miguel S. Donati em Ter Dez 29, 2015 11:05 pm


Hello darkness my old friend

A mão do plata ao pumo chega tremer huehue


             O dia amanhecera ensolarado, de forma que a neve que pairava sobre o gramado lá fora se derretesse aos poucos, criando sobre a grande camada verde um véu transparente e muito, muito molhado. Minha ausência na escola também contribuía como parte de minha revolta juvenil, estudar em casa sempre foi meu forte por ser uma vantagem enorme de poder parar nas primeiras horas sem ter que preocupar-me com professores e companhia de alunos além do fato de que os elfos da família eram bons docentes. 
            A cozinha estava vazia como de habitual já que todos estavam viajando para um lugar do mundo ou trabalhando no shopping da família no qual estava presente as vezes, apenas alguns elfos zanzavam por ali naquele ambiente da mansão a procura de algo para fazer. Com a volta aos dias glamourosos chamados carinhosamente de férias, o local ficara realmente muito quieto e vazio.
            Enquanto caminhava pelo corredor até a cozinha conversava com as paredes sozinho vangloriando piadas para o nada sem perceber até então que estava apenas com bermuda, mas que mal seria se aquilo era bastante normal independente de sua família ser formal?.  
            Fitava ao andar o meu próprio pé da escada enquanto descia degrau por degrau pacientemente enquanto estava focado com  pensamento de apenas  raptar algo de bom na cozinha, dar uma volta na piscina e voltar pro quarto para que dormisse mais um pouco, afinal, era férias, não férias que auto me dava mas oficial.
_____________________________________________________________

         - Ei, você, faz um favor pra mim? Acho que se tentar algo em meu estado agora acho que faria um estrago e mais trabalho sobraria pra vocês, então..Podem me dar waffles com cobertura de caramelo, xícara de chocolate quente e alguns cookies - Breve pausa para pensar- E..alguns sanduíches, por gentileza. - Falei, simpático, entre um bocejo e outro para um dos elfos, me sentando na bancada logo em seguida encostei minha testa no balcão.  
           Quieto em meu canto todo o silencio poderia estar sendo tortura demais, porém preferia o silencio a ouvir uma voz conhecida em plena manhã. Peguei tudo que estava já pronto, felizmente, pus sobre bandeja minha comida  e com sorriso enorme no rosto dirigi-me ao meu aposento que aguardava ansiosamente por minha presença.
           Já em meu quarto, liguei a tv -um aparelho trouxa recebido de presente- e iniciei a "comilança". Filmes passavam e me distraia naquela manhã que possuía um tempo louco em que outrora era calor outrora frio.



Última edição por Miguel S. Donati em Dom Set 11, 2016 12:24 pm, editado 1 vez(es)



Miguel S. Donati
avatar

Posts : 73

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Corvinal
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Miguel

Mensagem por Miguel S. Donati em Dom Set 11, 2016 12:17 pm


 

Regresso é voltar? E se pra frente fosse?

             Caminhei a passos lentos pela cozinha até chegar perto do quarto, percebendo a luz por baixo de uma porta, aproximei-me ainda mais, tentando ouvir o que se passava, mas nenhum som emanava, apenas aquela luz estranha, fraca, tipica de luz de velas, e um discreto cheiro de alguma coisa que poderia ser um incenso talvez. Voltei para a cama, ainda não tinha sono, mas aos poucos o cansaço foi vencendo e o sono pegou-me. 

             Era um ensolarado sábado. Sim! Finalmente era dia de tranquilidade, paz e amor. Tem semanas que não passam, simplesmente se arrastam, parece que o sábado nunca vai chegar, e esse sábado era um dos bons, estava livre não como todos os outros dias, mas aquele em especial seria diferente -talvez-. Acordei meia hora depois, espreguicei-me e bocejei, tornei a bocejar, tornei a espreguiçar-me até que senti efetivamente quase pronto para levantar. Estava faminto. Tive a sensação de que não comia havia vários dias.
 
             A cozinha já era uma amiga fenomenal desde os tempos de criança, era lá que conseguia espantar a fome, pensar e por que não dormir também? Parece ser estranho, eu sei, mas as melhores sonecas para mim era ali, rodeado de maravilhas, o que claro não influenciava na qualidades de meus sonhos, poderiam acontecer ilusões boas no meu subconsciente? é, poderia.. Mas ali também era onde me via em um grande abismo preso dentro de minha mente. 

            Adentrei na cozinha, peguei bandeja repleta de comida e besteiras. Sentado já com metade da bandeja vazia, fiquei a observar uma formiga que andava para lá e para cá, possivelmente estava perdida. E ali, brincava com o pequeno inseto, prendendo-o em pequenas armadilhas, até que.. tudo ficou preto.

            Estava parado numa falésia olhando para um abismo -como quase sempre que acontecia em meus sonhos, todas as minhas ações eram sempre absolutamente iguais, nada mudava..-, uma baía, uma pequena enseada e dali me via ficar horas examinando as formas, os movimentos, escutando os sussurros cujos ecos sobiam até a mim.... e então cai. Devagar. bem devagar, cai silenciosamente numa água escura, sem perturbá-la, sem produzir ondas. Continuava a cair.. sem imaginar quando aquilo tudo iria acabar, afinal, estava consciente a todo momento que aquilo era só um sonho e uma hora iria acordar "Vamos, Miguel, acorda! Acorda porra!".

            As vezes aquele sonho se repetia e não quando estava dormindo, aliás, acontecia quase sempre quando estava acordado, havia se tornado um hábito naqueles dias recentes, como se não estivesse prestando atenção. E sempre começava a repetir meu próprio nome em silencio, até que o mundo real reaparecesse. Relaxei, soltando a respiração fechei os olhos para acordar..O tempo estava engraçado, pensei, e apesar de não acreditar muito em predições, um calafrio que percorreu minha espinha aquele momento me disse que seria diferente desta vez. Tomei banho ao som do bom e velho country alternados com rock e indie. Sai.





Miguel S. Donati
avatar

Posts : 73

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Corvinal
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Miguel

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum