Catedral de Notre-Dame

 :: Europa :: Paris

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Dom Maio 15, 2016 10:15 pm



Andamos em linha reta até sair da catedral, o corredor ia se iluminando cada vez mais, pois graças aos vitrais lá dentro era um pouco escuro e conforme se saía de lá a luz do sol ficava cada vez mais forte e presente, em todos os locais da catedral tinham pessoas - se já não bastasse ser uma das maiores catedrais de Paris ainda teve o corcunda de Notre-Dame que deu mais visibilidade ainda para essa igreja gigantesca -.

Saindo de lá a garota logo me pergunta em voz alta num local público se eu estudava em Hogwarts, não esperava que ela fosse fazer algo assim tão rápido, falar sobre o mundo bruxo dessa maneira é muito perigoso. - Não fale tao alto! E sim, eu estudo lá. - Mesmo que eu fosse meio encapetado, regras claras para mim são absolutas e não devem ser quebradas e uma das primeiras regras dos bruxos e não deixar trouxas normais saberem sobre o mundo bruxo.

- É, já desconfiava que você não fosse trouxa, já ouvi histórias semelhantes à sua muitas vezes. - Dizia num tom em que apenas os dois pudessem ouvir. - Suas irmãs são de quais casas? Se forem da Lufa eu com certeza já as vi pela escola. - Dizia revelando a minha casa, nunca entendi por que o chapéu me jogou para a casa amarela e tão rapidamente, ele sequer hesitou no dia da escolha, me considero muito mais apropriado para Corvinal ou para Sonseria - Lufa é muito limpa e meus métodos são sujos demais para essa casa -.

- Antes que pergunte ou estranhe, também não sei por que diabos eu fui colocado nessa casa, mas é a vida. - Dizia aceitando o fato de que  não poderia mudar a casa em que estava e que teria que ficar para lá o resto do colegial.

- E então, Margo, aonde vamos? E enquanto vamos para o local que escolher, diga-me mais como funciona sua escola, estou curioso. - Digo em tom normal agora, no mundo trouxa sempre sou muito cauteloso envolvendo os bruxos, nunca dizendo claramente que me refiro à tal, assim não podendo criar provas contra mim mesmo, esperto não?




 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Dom Maio 15, 2016 10:33 pm


The devil's knocking at your door

Juro que me assustei com a repreensão do garoto. Quem diria que o capetinha se tornava intolerante quanto quebrar as regras do mundo bruxo? No entanto, todo aquele cuidado era meio desnecessário, nenhuma das pessoas a nossa volta parecia estar se ligando na conversa de dois adolescentes. Foi um grande alívio sentir a quentura do sol novamente em meu rosto, eu adorava a escuridão da igreja, mas aquilo já estava me cansando. — Ei, se acalme! Não é como se alguém fosse aparecer para nos levar até Azkaban — Revirei os olhos, para logo depois sorrir novamente. Eu tinha acertado! Ele estudava em Hogwarts.

Uma é da Corvinal e a outra da Grifinória — Disse automaticamente, olhando-o meio perplexa. Sério que ele era da Lufa-Lufa? Eu já tinha me informado sobre as casas de Hogwarts e sabia muito bem que a Lufa-Lufa era a casa dos justos e leais. Não tinha passado muito tempo com o Jayce, mas era o suficiente para perceber que aquela casa não combinava nem um pouquinho com ele. Obviamente o chapéu deveria estar fora de si quando o selecionou. Dei de ombros, já me acostumando com a ideia de que aquele ser pertencia a casa dos amarelinhos já que nem ele mesmo sabia porque tinha ido parar lá. Cada louco com seus problemas, não? Pois é.

Podemos ir comer em algum lugar antes do tour? Eu estou morrendo de fome — Esperei que o garoto assentisse para arrastá-lo para a lanchonete mais próxima e enquanto caminhávamos fui explicando como funcionava Beauxbatons. — Ah... Lá é cheio de regras de etiqueta, sabe? Não é apenas uma escola normal, ela também te ensina a ser um verdadeiro doutor em bons modos — E eu não estava mentindo, a diretora de Beauxbatons pegava tanto no nosso pé que chegava a cansar. — Lá dentro você tem que sempre ser um poço de pura simpatia e eles não esperam menos do que um comportamento exemplar — Expliquei, me lembrando do quanto a falsidade reinava dentro da escola. — Tudo muito falso, mas fora isso é bem legal.




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Dom Maio 15, 2016 11:11 pm



- Uma é dos corvos e outra é dos leões então... - Botava a mão no queixo tentando me lembrar se alguma vez conversei com alguma corvina ou grifina que tenha citado ter uma irmã em Beauxbatons, mas nada me vinha à cabeça, pelo menos ser da Lufa tinha uma vantagem, eu podia me aproximar muito mais fácil de todas as outras casas do que se fosse da Sonserina que sofre um pouco de preconceito. - É, não me lembro de nenhuma citando ter uma irmã de Beaux. - Dizia dando de ombros - Qual o nome delas? Quando o ano letivo começar eu posso conhecê-las e trocar algumas ideias, se são suas irmãs devem pelo menos ter a habilidade de conversar como você, ou é a única com esse "dom" ? - Questionava.


Ela então me perguntou se poderíamos ir para uma lanchonete comer algo, mesmo que eu não estivesse com muita fome, antes mesmo de terminar a frase ela me puxou pelo braço e me levou para a lanchonete mais próxima de lá, que mesmo sendo próxima ainda demorava alguns minutos para chegar. Durante o caminho ela me explicava como funcionava a escola, dizendo que é cheio de etiquetas e etc. - Antigamente eu achava que a escola era exclusivamente feminina, mas alguém me disse que também é permitido homens lá. - Dizia apenas para continuar o assunto. - Falando assim sua escola é até interessante se parar para analisar, já que creio ser a única que cobra a etiqueta tão veemente. - Acrescentava.

- Lá em Hog é meio estranho, por que as casas são muito diferentes uma das outras, fazendo uma certa intolerância de certas casas à outras e isso é chato demais e ao invés de separar os alunos pela índole, só contribui para que eles excluam outros apenas pela casa. Tem as comunais que são interessantes também, mas acho que o mais interessante são as aulas práticas, como a de voo que dá para ter uma visão muito boa do castelo. - Já que ela tinha dito sobre seu colégio - mesmo que eu tenha pedido - nada mais justo do que falar do meu, sendo que talvez suas irmãs já devam ter dito isso à ela.

Chegamos finalmente na lanchonete que mal me dei o trabalho de ler o nome que provavelmente seja francês, dentro tinham várias cadeiras e mesas circulares semelhantes aos fast-foods que se encontram por ai, deixei o cardápio por conta dela. - Escolhe o mesmo que você quiser para mim. - Dei um leve sorriso e logo levei a mão direita aos cabelos, jogando-os para trás.




 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Dom Maio 15, 2016 11:44 pm


The devil's knocking at your door

Lolita e America — Respondi a pergunta dele e sorri ao lembrar das minhas irmãs. America era do tipo meiga e tímida, ela era tão fofinha que eu sentia vontade de protegê-la de toda a maldade do mundo - mesmo que ela fosse mais velha que eu. E Lolita era bem... Lolita, sempre fazendo todos ao seu redor sorrirem. A garota era um poço de divertimento, você não conseguia ficar triste com ela por perto. — É provável que você consiga conversar com a Lolita, mas a America é meio tímida — Falei, me sentindo lisonjeada de ser considerada boa de conversa. Tudo bem que eu conseguia ser educada quando queria - sempre em Beauxbatons, quando me dava na telha fora de lá -, mas nunca tinha me considerado interessante o bastante para prender alguém numa conversa.  

A maioria das pessoas acha que a escola é toda feminina mesmo, o que já é de se esperar considerando toda a política da escola — Comentei. Achava difícil garotos quererem entrar numa escola que tinha o foco todo em ensinar bons modos e arte, mas sim... Existiam esses garotos. Balancei a cabeça algumas vezes enquanto Jayce me explicava sobre Hogwarts, mesmo que eu já soubesse de muita coisa. Sabia que não seria educado cortar a onda dele, pelo jeito ele se sentia no direito de falar sobre sua escola também e eu deixaria. Não é como se eu me importasse de ouvir um pouco mais sobre Hogwarts. — Em Beauxbatons também tem um pouco de rivalidade entre as casas — E eu achava isso uma palhaçada, mas era inevitável. Não podia falar muita coisa também, mesmo com pouco tempo na escola eu já tinha arrumado intriga com uma garota de uma das casas "rivais".

Quase deixei que um suspiro de alívio passasse por entre meus lábios quando chegamos á lanchonete. Me sentei em uma das mesas e fiz sinal para que Jayce me acompanhasse, nem me dei ao trabalho de olhar o cardápio. Só chamei o garçom, que não demorou muito para aparecer.  — Deux croque monsieur et deux cokes — Pedi ao moço que logo depois de anotar tudo num bloquinho voltou a se afastar. — Fico honrada de me deixar escolher sua comida — Brinquei, voltando a olhar para Jayce.




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Ter Maio 17, 2016 6:37 pm



 Margo então revelou o nome de suas irmãs e esboçou um sorriso, me levando a crer que deviam ser muito próximas e as escolas acabaram as afastando se tornando cada vez mais uma lembrança e não uma rotina. Aquele sorriso era muito bonito afinal de contas - mesmo que não seja um sorriso por completo.
 - Tímida? Ah, isso não é problema. - Respondo com um sorriso no rosto também, o dela era contagiante.

 Conversamos por alguns minutos que passaram bem rápido na minha cabeça, olhando para trás dá para ver a Catedral em toda sua magnitude e pompa. Segui Margo até a mesa sinalizada e como a deixei escolher meu cardápio pela primeira vez a presenciei falando o francês em tom audível - a catedral era um pouco barulhenta demais para entender o que o que alguém a média distância fala  -, entendi quase nada, apenas a parte dos refrigerantes... Isso é universal convenhamos.

 - Olhe só, falou francês em um tom que eu pude ouvir, tem um sotaque muito bonito. - Elogiei momentos antes de ouvi-la expressar o quão honrada estava em escolher meu cardápio. 
 - Eu que fico honrado em poder ouvir seu belo francês, como que se fala mesmo? Monsieur? - Arrisquei uma palavra, mas falhei - afinal meu sotaque britânico era aparente demais para eu conseguir dizer uma palavra certa daquele novo idioma - .Ouvi sua risada ao escutar meu francês falho, se é que podemos chamar "aquilo" de francês.
 
 Ri junto com ela, afinal deve ser realmente engraçado - após os risos veio um certo silêncio, mas não era ruim, era a prova de que estávamos criando algo ali e nos tornando cada vez mais próximos um do outro. 
 - Sabe Margo, já disseram que seus olhos são um tanto quanto profundos? Estive reparando nesse detalhe por agora. - Dizia pendendo levemente a cabeça para o lado e esboçando um sorriso. Não era um flerte, apenas um jeito de continuar a conversa - não deixar o assunto morrer, como dizem.




 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Sex Maio 20, 2016 8:34 pm


The devil's knocking at your door

Sorri em resposta ao elogio de Jayce sobre meu sotaque. Eu me orgulhava muito dele, não estava brincando quando disse que era realmente apaixonada pela França e falar num Francês perfeito com direito a sotaque e tudo era um sonho. Não pude deixar de conter uma gargalhada ao ver a tentativa falha do loiro de me imitar, o sotaque britânico dele era forte demais. Podia não expressar aquilo em palavras, mas mesmo que no primeiro momento tivesse achado que o garoto era a própria encarnação do capeta, ali ele estava mostrando que não era de todo ruim e eu estava gostando desse lado desconhecido.

Um pequeno silêncio se instalou após a sessão de risadas, mas do contrário ao que achava, não me senti desconfortável. Era como se eu conhecesse Jayce desde que me entendia por gente de tão á vontade que estava. Veja bem, nunca fiz o tipo tímida e esquiva, daquele tipo que fica com as bochechas avermelhadas sempre que recebe um elogio ou algo assim. Mas eu tinha certeza de que um pequeno rubor tomou minhas bochechas ao ouvir Jayce elogiando meus olhos. Nunca tinha visto nada demais neles, eram cor de âmbar. Não tinham a coloração que eu sempre invejei de minha mãe, sempre quis ter os olhos claros iguais aos dela.

Non, jamais — Um pequeno sorriso se formou em meus lábios. — E você já pode parar de reparar, não quero que acabe descobrindo coisas — Brinquei, dando uma piscadela logo em seguida. Mesmo que no fundo eu não estivesse de fato brincando. Dizem que os olhos são as portas da alma e nem por um momento eu queria alguém invadindo minha alma e descobrindo o quanto ela era suja. — Merci — Agradeceu assim que o garçom colocou os pedidos em cima da mesa. — Pode comer sem medo, cher — Dei um sorriso para Jayce, para logo depois começar a me deliciar com o maravilhoso lanche a minha frente.




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Sab Maio 21, 2016 7:02 pm



Off: Preparada, My?   

On: 

 Para ser bem sincero, eu não era verdadeiramente mal, mas também não era verdadeiramente bom. Desde pequeno aprendi que os mais fortes só são fortes porque tiram o máximo proveito do que tem, só que por muito tempo eu não tive nada; eu era muito pequeno e fraco, mas sempre tive a vantagem intelectual, então comecei a aprimorar essa capacidade e abusar dela - descobri que o medo era o melhor jeito para dominar, mas não o mais duradouro -. Basicamente abuso desse modo encapetado pois é a única coisa que aprendi a fazer bem, sem isso não tenho mais nada.

 Estava começando a gostar cada vez mais dos momentos que tinha com Margo, creio ser a primeira vez que tratava alguém como um igual - geralmente penso nos outros como  inferiores que não merecem dividir o mesmo mundo comigo - . Suas bochechas ficaram levemente avermelhadas depois que a elogiei, no primeiro momento não entendi muito bem o porquê, mas depois que me dei conta de que o que eu disse poderia ser interpretado de outra maneira.

 Assenti com um sorriso que significava mais um "tá bom" quando ouvi sua resposta ao meu elogio. 
- Acho que será uma tarefa difícil, mas creio não poder negar esse pedido. - Respondi mantendo o mesmo sorriso. Então o garçom chega e nos entrega os pedidos -  e só agora que fui descobrir que o que ela tinha pedido para nós, afinal não falo francês - ; ela então me dá a permissão para comer. 
- Primeiro as damas, Margo - .

 



 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Sab Maio 21, 2016 7:24 pm


The devil's knocking at your door

Dei uma mordida em meu croque monsieur - que nada mais era que um sanduíche quente feito com pão, fiambre e queijo gruyère. Acho que em outros lugares eles chamavam aquela belezinha de misto quente, mas eu tinha certeza que o daqui da França era mil vezes melhor. Quase revirei os olhos ao me deliciar com o gosto daquele sanduíche, eu nunca iria me cansar daquilo. — Você não vai comer? — Perguntei ao Jayce, notando que ele estava me observando. — Ne sais pas ce que vous manquez — Murmurei para logo depois dar outra mordida no sanduíche.

Eu não tinha notado o tamanho da minha fome até aquele momento e talvez estivesse parecendo uma morta de fome na frente de Jayce, tinha em mente de que não estava me comportando como uma parfeita dama ali, mas mesmo assim não se importava. Aurore não estava ali para repreendê-la sobre seus modos. — Fiquei sabendo que vai ter um intercâmbio para Hogwarts no próximo ano! Talvez você possa ser meu guia por lá — Disse, numa das pausas para tomar o refrigerante.

Tudo bem que não era muito educado ficar conversando durante a refeição, mas eu estava começando a ficar inquieta e eu não queria que o silêncio se instalasse por ali.




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Sab Maio 21, 2016 7:50 pm



 Dei uma pequena mordida no pão logo depois de Margo e na verdade não me surpreendi muito com o gosto pois eu já tinha comido antes, apenas tinha nomes diferentes ou queijos diferentes - e eu como um amante de queijo consigo sentir a diferença dos gostos -. Ela sussurrou alguma coisa em francês que entendi absolutamente nada, mas melhor não deixar ela saber que eu conseguia ouvir, apenas podia pensar " Entendi nada, mas é isso ai mesmo". 

Ela parecia amar aquele prato ou apenas estava com muita fome, observei por alguns segundos, mas meio que eu não ligava muito - deixaria ela comer em paz - . Enquanto comíamos ela comentou sobre o intercâmbio que só fui saber da existência por agora, respondo meio confuso.
- Vai? Enfim, adoraria te apresentar a escola. Só espero que ao contrário de mim, caia na casa correta. - Disse ironicamente, já que era  claro que não aprovava a decisão do chapéu.

  Meio que estranhei a fala da garota, sendo que ela tem irmãs lá que poderiam ser até mais aconselháveis do que eu, mas preferia não pensar nisso, se ela conseguiu pensar em mim para ser seu guia significava que agora ela também confiava em mim e eu não queria estragar isso. 
 - Está há quanto tempo em BB, Margo? - Disse dando um gole no refrigerante e buscando continuar a conversa.



 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Sab Maio 21, 2016 8:06 pm


The devil's knocking at your door

Fiquei feliz quando Jayce aceitou ser meu guia, tudo bem que eu ainda tinha minhas irmãs para me ajudar em Hogwarts, mas seria bom ter outra pessoa além das que eu já conhecia. No começo estava apreensiva sobre o intercâmbio, eram várias as histórias que corriam pelos corredores de Beauxbatons, muitas delas sobre como o pessoal de Hogwarts não era receptivo com os estudantes de Beauxbatons, simplesmente por nos acharem muitos cheios de frescura. O que era uma grande bobagem, nem todos eram assim. — Oh, eu espero que vá para a Sonserina ou Corvinal — Não tinha muita certeza se haveria uma seleção durante o intercâmbio, mas se tivesse eram essas duas casas que eu queria estar.

Dei mais uma mordida em meu sanduíche - quase chorando ao constatar que ele estava chegando no fim - e logo depois de engoli-lo, tomei um gole do meu refrigerante. — Dois anos, eu estou um pouquinho atrasada — Respondi a pergunta dele com um sorriso, o tempo passava tão rápido.  — Tem um provão para adiantar o ano, espero poder fazê-lo para ficar certinho — Eu não gostava de admitir, mas tinha feito birra por um ano antes de finalmente entrar para a escola. Não me agradava a ideia de ter que me separar da minha mãe para estudar. — Mas e você, está há quanto tempo em Hogwarts? — Disse, terminando com o sanduíche enquanto esperava pela resposta.




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Qua Maio 25, 2016 7:46 pm



 Que Hogwarts é a escola mais famosa, isso não é novidade. Por isso que é necessário passar uma boa imagem da escola, como um lugar seguro e que se importa com os alunos - esta pelo menos na teoria, vide a incrível intolerância dos alunos para com as outras escolas. A fama de que Hogwarts pode ser hostil com os alunos de Beuxbatons não é totalmente errada, mas também não é totalmente certa, pois a escola em si não tem problemas com alunos de intercâmbio, já uma grande parte dos alunos tem sim um grande problema com os intercambistas. 


 Após demonstrar sua preferência por Corvinal ou Sonserina (já esperado por mim diga-se de passagem), apenas assenti com a cabeça e fiquei levemente preocupado, pensando numa hipótese em que ela fosse discriminada por lá... Apenas posso esperar para que isso não aconteça.

 Como preferia não pensar nisso, apenas a esperava terminar seu sanduíche, pois eu tinha terminado alguns momentos antes dela. Enquanto comia ela explicava que lá também tinha a prova para avançar o ano - sinceramente creio ter esse sistema em qualquer escola bruxa, já que existem os superdotados mágicos -.
- 3 ou 4 anos, por ai. - Respondi a indagação da garota.

 Depois que Margo terminou seu sanduíche, dei um leve riso e ao notar sua expressão meio confusa quanto à minha risada, peguei um guardanapo, me aproximei um pouco e o passei na parte superior direita próximo ao lábio da garota; em seguida retornando a minha posição.
- De nada. -



 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Sex Maio 27, 2016 10:02 pm


The devil's knocking at your door

Não esperava que Jayce tivesse passado tanto tempo em Hogwarts já que ele parecia ser bem mais novo, mas também não questionei. Franzi a testa em confusão quando o loiro começou a rir do nada, por acaso eu tinha perdido alguma piada? Não, eu tinha certeza que não. E isso foi confirmado quando Jayce se aproximou de mim com um guardanapo, limpando o canto direito de meus lábios. Eu permaneci imóvel durante o ocorrido, apenas encarando o rosto dele. Só me dei conta de que estava prendendo a respiração quando ele se afastou e eu permiti que o ar entrasse em meus pulmões novamente.

Merci — Agradeci, um pouco envergonhada - e pela segunda vez naquela tarde eu tinha certeza de que estava corando. Eu não fazia a mínima ideia do que estava acontecendo comigo naquele dia, não era do meu feitio ficar corando toda hora e eu estava começando a ficar incomodada com o jeito que Jayce fazia com que isso acontecesse tão facilmente. Não esperei que o silêncio constrangedor se instalasse na mesa, apenas me levantei - deixando um pouco de dinheiro para pagar meu lanche sob a mesa - e abri um sorriso amigável para o loiro.

Allons-y? Tenho Paris inteira para te mostrar — A cidade era enorme e eu estava ansiosa para explorá-la com alguém do meu lado. Fazia bastante tempo desde que eu tinha me divertido com alguém, as pessoas costumavam se afastar depois que percebiam o quanto eu era encapetada e isso só tornava minha vida mais solitária já que minhas irmãs estava bem longe. Era a primeira vez que tinha achado alguém mais perturbado que eu e mal podia esperar para conhecê-lo melhor.




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Jayce A. Grover em Dom Jun 05, 2016 4:32 pm



 Por algum motivo as pessoas tendiam a achar que eu era mais novo do que aparentava, tanto que sempre que digo minha idade elas fazem uma expressão surpresa que as vezes chega até a irritar, mas não nesse caso.

 A verdade é que eu era monitor de uma casa que eu não considerava muito equivalente à minha personalidade, mas eu até que gostava um pouco dela, por algum motivo ela me mudava - conforme os anos passavam eu vou ficando mais inofensivo, mas o caso é que não sei se isso é bom ou se é ruim -.

 Ela novamente estava com um certo rubor no rosto, mas dessa vez eu estava entendendo mais um pouco os motivos por trás disso. Porém eu também estava reagindo de uma forma diferente a isso, uma das minhas mãos estava tremendo um pouco e eu estranhei muito isso, afinal eu nunca tinha experimentado o nervosismo antes.

 Eu não gostava muito da ideia dela pagar o próprio lanche, mas não a impedi e apenas deixei meu dinheiro para pagar minha parte e a segui assentindo com a cabeça. - Então vamos. - Digo esboçando um sorriso.



 Fala 
Jayce A. Grover
avatar

Posts : 34

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Emprego: Nenhum
Casa:

Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Margo Köl. Ostëngard em Dom Jun 19, 2016 1:35 am


The devil's knocking at your door


Esperei pacientemente que Jayce se levantasse da mesa e quando ele o fez, não pude evitar que um sorriso se formasse em meus lábios. Mal podia conter minha animação, ele dizer "Então vamos" foi o suficiente para me fazer engatar um dos meus braços no dele e puxá-lo para fora da lanchonete. E antes que ele pudesse contestar, eu já estava tagarelando enquanto andava pelas ruas de Paris e mostrava para Jayce o máximo de coisas possíveis.

OFF: Saímos dali. fofo




I'm calling you from the future ro let you know we made mistakes and there's a far gone past that's giving me, giving me such a headache and i'm back with madness. i'm champion of the people who don't believe in champions, i got nothing but dreams inside. i'm just young enough to still believe but young enough to know what believe in----------
Margo Köl. Ostëngard
avatar

Posts : 76
Localização : Vai ver se eu to lá na esquina.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Feue

Feue
Feue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Ágatha Delacroise em Dom Jul 24, 2016 2:05 pm

Como gostava de rezar para os seus pais pois eles tinham morrido cedo quem criou pois os verdadeiros não sabe nada da origem deles. Caminhava pela França pensativa e meio chorosa por sentir falta deles. Enquanto isso passava por uma igreja e para bem na frente dela. Entrando na igreja caminha na direção de um dos bancos e se ajoelha colocando as mãos na frente e começando a reza por eles.
Amava muito eles e mesmo serem ricos não ligava para isso.


Ágatha Delacroise
avatar

Posts : 36

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Emprego: Nenhum
Casa: Grifinória

Grifinoria
Grifinoria

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Notre-Dame

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Europa :: Paris

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum