O Bar

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Marc d’Andigné di Bourbon em Sab Set 02, 2017 11:10 pm


Tonight



N
ão era do tipo que pedia desculpas com frequência, mais àquela altura da vida havia aprendido que algumas vezes é preciso reconhecer os erros e tive a oportunidade de tenta me desculpar, entretanto aquilo não era nem um pouco fácil, principalmente com o jeito que ela me olhava. - Não preocupe eu tenho todo o tempo do mundo se for pra continuar ouvindo você se desculpar. – como era de se esperar seu tom me deixava mais desconfortável, ou quase sem jeito, quase.
Continuei me desculpar e não era nenhuma jogada de verdade, realmente eu sentia que devia isso e pensando hoje em tudo que aprontei com ela sei o quanto tinha pego pesado, mais por mais que tivesse arrependido, não havia porque continuar pois ai seria exagerar e ia parecer qualquer outra coisa sem falar que apesar de não aparentar já estava me sentindo sem jeito e um pouco ridículo.  E estava preste a deixa-la sozinha quando ela me pegou realmente de surpresa algo que não pude esconder. - E por que outro dia e não agora? – era realmente sério aquilo? Demorei alguns segundos para assenti e voltei a me acomodar onde estava ante a encarando, o jeito que ela me olhava quase parecia que podia ler minha mente.
– Tem razão! – fiz sinal para o barman mandar mais uma dose para mim – Afinal por que deixar para amanhã o que podemos fazer hoje não é mesmo? E confesso que estou curiosa para saber o que pretender fazer para se redimir. – a encarei novamente e percebi um sorriso, era a primeira vez que reparava, não me lembrava de vê-la sorri com frequência, ou melhor, pensando bem nunca a tinha visto sorri ao menos na minha presença. – Bom...confesso que ainda estou pensando nisso…uma dica ajudaria ou posso até me submeter a algum desejo ou trabalho temporário...ou quem sabe posso me meter a Chef de cozinha ... acredito que posso fazer algo saboroso na cozinha – dei um leve sorriso um pouco mais relaxado. - Mas se me permite estou curioso para saber o que tem feito depois que nós formamos?


Este post tem o número 04 e contém 337 palavras. Ao decorrer da ação interagiu com  Amélia e ela se passa na França no bar ao fim de tarde. Marc está vestido esta roupa: (isso). eu gostaria de acrescentar que é editável .



Marc d’Andigné di Bourbon
29 anos
Medibruxo
Legilimência
A sedução é uma arte que poucos sabem usar com maestria. Geralmente são cruéis,tecendo suas teias para atrair suas presas incautas.
Marc d’Andigné di Bourbon
avatar

Posts : 9

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Persévérer

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Amélie Deville Sant-Clair em Dom Set 03, 2017 12:37 am

 



– Bom...confesso que ainda estou pensando nisso…uma dica ajudaria ou posso até me submeter a algum desejo ou trabalho temporário...ou quem sabe posso me meter a chef de cozinha ... acredito que posso fazer algo saboroso na cozinha – ele respondeu depois de voltar a se sentar, e por um breve instante cogitei mesmo a ideia dele me servindo para se redimir – Olha, pensando bem até que você daria um ótimo elfo doméstico e o look ainda combinaria com seu cabelo – comentei em um tom sério mas acabei deixando escapar uma leve risada – É brincadeira, mas achei interessante a ideia de te ver cozinhar. Para ser sincera você não parece um daqueles solteirões que moram sozinhos e sabem se virar na cozinha.

Passado o breve momento de descontração logo veio uma das perguntas de rotina que todos os conhecidos fazem quando se reencontram depois de muito tempo, e a verdade é que até hoje não sei se perguntam sobre nossas vidas porque realmente se importam, somente para serem educados ou ainda por que são enxeridos. Para deixar claro, em nenhuma dessas hipóteses eu gosto de responder, em todas me sinto extremamente desconfortável e com a sensação de que estou em uma entrevista de emprego, exatamente por isso que meu sorriso de desfez quase que instantaneamente assim que ele perguntou o que eu tinha feito depois que nos formamos.

- Sabe, eu sempre achei que quem desvia o rumo de uma conversa com perguntas sobre assuntos chatos são pessoas sem conteúdo e desinteressantes. - desviei de assunto jogando meu cabelo de lado sem desviar meu olhar do dele - Então por favor não me diga que você é uma dessas pessoas, porque eu ficaria realmente decepcionada. - afinal depois de um longe dia de viagem estava cansada e já que eu não podia mergulhar em uma banheira cheia de espuma pra relaxar, tudo o que eu queria no momento era me distrair um pouco para me desestressar.

 

Amélie Deville Sant-Clair
avatar

Posts : 7

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Marc d’Andigné di Bourbon em Dom Set 03, 2017 2:25 am


Tonight



– O
lha, pensando bem até que você daria um ótimo elfo doméstico e o look ainda combinaria com seu cabelo – ergui uma sobrancelha e no fim cabei rindo. – Uau! Que malvada já quer me por de elfo domestico- então me inclinei apoiando a mesa -  mas vai o visual não está tão ruim está melhor que aquele estilo engomado que costumava usar – passeia mão na barba –   não dizem que o rustico ta na moda? – fui na onda de brincadeira.
– É brincadeira, mas achei interessante a ideia de te ver cozinhar. Para ser sincera você não parece um daqueles solteirões que moram sozinhos e sabem se virar na cozinha. – Sorri para ela e assim que o garçom trouxe o que pedi – Obrigado! Poderia trazer a garrafa! – agradeci e assim que ele saiu voltei a olhar para ela. – Eu sei ... mais quanto a cozinhar para você eu posso dizer que ia adorar. As aparências enganam mas posso te garantir que aprendi a me virar bem nos anos que estive fora então é só me dizer o que gosta e posso tentar agradar seu paladar – Dei um sorriso até animado com a ideia de poder fazer algo na cozinha, isso sempre me relaxou.

Devo dizer que realmente estava curioso com que ela havia feito depois que saímos do colégio, mas logo vi seu semblante mudar com a minha pergunta e não foi preciso nem a resposta para prever que não gostava daquele tipo de pergunta.
- Sabe, eu sempre achei que quem desvia o rumo de uma conversa com perguntas sobre assuntos chatos são pessoas sem conteúdo e desinteressantes. – tomei um gole longo da minha bebida observando o jogar de cabelos dela - Então por favor não me diga que você é uma dessas pessoas, porque eu ficaria realmente decepcionada. – fiz que sim com a cabeça. – Só estava curioso, mas tem razão, para que falar dessas coisas... – sorri – mas assim se queria mudar de assunto só essa jogada de cabelo já seria sedução suficiente me fazer esquecer ou a qualquer um nesse lugar – dei um sorriso divertido.

Não demorou muito para o garçom voltar com a garrafa que pedi e nos deixar sozinhos então a olhei. – Vejo que não é só eu que precisa relaxar...- enchi meu copo e empurrei    na direção dela. – garanto que é melhor que esse drink que você analisa tanto ... – sorri – mas me diz ainda é competitiva como eu me lembro? – sorri como se estivesse pronto para propor um desafio para nos distraímos.


Este post tem o número 04 e contém 415 palavras. Ao decorrer da ação interagiu com  Amélia e ela se passa na França no bar ao fim de tarde. Marc está vestido esta roupa: (isso). eu gostaria de acrescentar que é editável .



Marc d’Andigné di Bourbon
29 anos
Medibruxo
Legilimência
A sedução é uma arte que poucos sabem usar com maestria. Geralmente são cruéis,tecendo suas teias para atrair suas presas incautas.
Marc d’Andigné di Bourbon
avatar

Posts : 9

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Persévérer

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Amélie Deville Sant-Clair em Seg Set 04, 2017 8:40 pm

 



De certa forma respirei aliviada quando ele concordou comigo e acabei deixando escapar uma risada quando falou da minha jogada de cabelo – É mesmo? Bom saber, já sei o que fazer na próxima vez. – respondi num tom divertido. Por incrível que pareça eu estava realmente apreciando a companhia dele, e se me dissessem a uma semana atrás que eu estaria sentada em um bar conversando e rindo com Marc D’andigné eu não acreditaria.

O garçom trouxe a garrafa de whisky como ele havia pedido e recusei o copo que empurrou para mim com um aceno de cabeça – Duvido muito acho que ambos são horríveis, mas o meu ao menos tem um gosto de morango no fundo. – mas ele não desistiu e com um sorriso perguntou se eu ainda era competitiva em um tom desafiador. E é óbvio que sim, na verdade acho até que esta era uma das minhas características que tinha se intensificado com o tempo. Eu odiava perder, e queria ser sempre a melhor em tudo  que eu fazia, e não aceitava perder nem brincando de pular amarelinha com uma criança.

- Não sou competitiva, só não gosto de perder. – respondi descontraída – Não me diga que está com planos maquiavélicos para me embebedar? – semicerrei os olhos olhando-o de modo desconfiado – Acho bom te lembrar que eu também era muito boa em feitiços e azarações, aliás não foi você que eu estuporei em uma das aulas por que estava me perturbando? – ri zombando da cara dele ao lembrar da cena cômica que nós dois protagonizamos na sala de aula, e que me rendeu uma bela de uma detenção depois mas que também me valeu muito a pena.

 
Amélie Deville Sant-Clair
avatar

Posts : 7

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Marc d’Andigné di Bourbon em Ter Set 05, 2017 12:06 am


Tonight



E
la recusou o whisky e peguei o copo tomando um gole. – Duvido muito acho que ambos são horríveis, mas o meu ao menos tem um gosto de morango no fundo. – ri achando divertido e me perguntava porque afinal ela ainda continuava bebendo? – Você realmente me intriga, só ta bebendo porque tem sabor de morango esperava qualquer coisa menos essa resposta – confessei e então a observei preste para desafia-a a um joguinho para quem sabe  animarmos mais as coisas.
- Não sou competitiva, só não gosto de perder. – cada vez mais ela me divertia com suas respostas. - Interessante para mim ainda é tudo igual mas gosto desse ponto de vista. – disse sorrindo. – Não me diga que está com planos maquiavélicos para me embebedar? – foi então que ela me faz ri mais com o que disse ao desconfiar de mim. – Que isso não sou do tipo que apela para essas artimanhas e acho que deve concordar comigo o que é melhor rola um jogo de sedução .... nada desse negócio de facilidades...

– Acho bom te lembrar que eu também era muito boa em feitiços e azarações, aliás não foi você que eu estuporei em uma das aulas por que estava me perturbando? – como eu poderia não lembra o quanto ela era bom com feitiços ou daquele momento em que fui para na enfermaria depois de quase ser lançado do outro lado da sala. – acha mesmo que vou me esquecer da única mulher que me deixou marcas? Ainda bem que tenho uma cabeça dura e sou duro na queda, acredita que me deixou uma cicatriz aquele dia  a mesa amorteceu mas em compensação ganhei um suvenir – afastei o blazer e levantei a camisa mostrando a cicatriz um pouco abaixo das costelas -  acho que nunca chegou a vê o estrago – ri – mas pelo menos  rende histórias interessantes, apesar de que na época fiquei fulo da vida   - falei lembrando do incidente.   – Mas quanto ao desafio pensei em jogarmos um joguinho ... se chama Eu nunca...  e caso um de nós já tenha feito o que o outro disse toma uma dose ... posso ate providenciar uma bebida que agrade seu paladar uma vodca saborizada talvez, então o que acha?- olhava atento para ela a espera de sua resposta.

Este post tem o número 04 e contém 450 palavras. Ao decorrer da ação interagiu com  Amélia e ela se passa na França no bar ao fim de tarde. Marc está vestido esta roupa: (isso). eu gostaria de acrescentar que é editável .



Marc d’Andigné di Bourbon
29 anos
Medibruxo
Legilimência
A sedução é uma arte que poucos sabem usar com maestria. Geralmente são cruéis,tecendo suas teias para atrair suas presas incautas.
Marc d’Andigné di Bourbon
avatar

Posts : 9

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Persévérer

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Daisy Chermont Burnier em Qua Set 06, 2017 10:19 pm

This was supposed to be a meeting with old friends
You have no idea about how this is hard for me.
Não vincular o rosto do rapaz a nenhum de meus conhecidos era frustrante. O que me restava era apenas ficar com aquela impressão, sem saber ao certo se ela estava certa. Só esperava que, caso realmente fosse um conhecido meu, ele não tivesse más impressões acerca de mim. Era uma droga ter vivido tudo o que vivi, e agora conviver com a culpa e o receio de ser julgado pelas pessoas, além do risco de acabar saindo dos eixos e voltar aos dias cabulosos de antes. — Nossa, e posso saber por quê tanto pessimismo, rapaz invisível? — Perguntei até meio sem graça, por conta da resposta que ele havia dado. Aproveitei para finalmente, em meio a tantos pensamentos, beber o primeiro gole da minha água de gilly. Em parte eu ainda gostava de beber, já que havia se tornado um hábito, mas como eu não conseguia parar de ingerir álcool eu sempre correria o risco de exagerar. Claro que essa nunca seria minha intenção, pelo menos não a priori, mas era algo que eventualmente poderia ocorrer. — Olá Ben.. Sou a Daisy! — Me apresentei, ao mesmo em que tentava me lembrar de alguém que se chamasse Ben. Definitivamente não era um conhecido meu, o que foi um alívio, mas apesar disso meu cérebro insistia na ideia de que eu e o homem já havíamos nos cruzado antes. 

Renovei a dose de álcool e em seguida ouvi ele responder minha pergunta, dizendo que estava ali apenas para espairecer um pouco, sair da mesmice. Queria eu frequentar bares apenas quando quisesse uma leve distração, porém os problemas decorrentes dessas minhas aventuras  me lembravam de que minhas intenções nunca eram leves. A Daisy universitária não conseguia manter o equilíbrio, era uma pessoa extremamente inconsequente e que vivia de exageros. Essas eram algumas das razões para eu não querer ser a mesma de antes. — Isso. Meu grupo de amigos da faculdade, já que fazia um tempo que não nos víamos. — Esclareci quando o mesmo indagou o que eu fazia ali. — Só não sabia que era aqui nesse bar... Na verdade, faz algum tempo que eu não ando nesse tipo de lugar. — Falei meio cabisbaixa, enquanto chacoalhava levemente o copo que continha a água de gilly. Vez ou outra eu continuava a analisar os traços de Ben, mas desta vez eu me atentava mais para o charme que o rapaz apresentava a cada gesto. Era bem bonitinho, diga-se de passagem. — Mas me diga, Ben. Você trabalha? — Tentei continuar a conversa que estávamos construindo aos poucos, tentando conhecê-lo melhor. Além de ser uma tática pra puxar assunto, também poderia me ajudar a confirmar se eu de fato o conhecia, e sim, ainda havia uma leve suspeita.
NOTES: Night at a French Bar


DAISY
JE TE PARLERAI DE CES AMANT-LÀ QUI ONT VU DEUX FOIS LEURS CŒURS S'EMBRASER.
Daisy Chermont Burnier
avatar

Posts : 9
Idade : 24
Localização : Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Persévérer

Funcionários de Beauxbatons
Funcionários de Beauxbatons

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bar

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum