Praça Principal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Praça Principal

Mensagem por Helena Braddock Grinfild em Seg Nov 07, 2016 1:56 pm


Praça Principal


Localizada no centro do vilarejo, a praça principal é o lugar preferido dos moradores de lá. Com árvores para todos os lados, o ambiente é bastante fresco, sendo um ótimo lugar para dar um passeio durante o verão. No centro da praça tem uma fonte com a estátua de Jean Chambérry, o fundador do vilarejo.

rpghogwartsschool.com
Helena Braddock Grinfild
avatar

Posts : 1533
Idade : 34
Localização : Hogwarts

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Grifinória

http://www.rpghogwartsschool.com
Administradores
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Behati Chamberlain McCain em Sex Dez 02, 2016 4:47 pm

 
Behati olhou pela a janela do quarto, o qual dividia com o marido, logo sentindo um enjoo. Correu para o banheiro, segurando os cabelos, antes de trancar a porta, apontando a varinha, sussurrando com um pouco de dificuldades. ― Colloportus. ― Respirou fundo, ajoelhando-se sobre o sanitário, logo começando a vomitar. Assim que acabou, ouviu batidas na porta, sabendo que seu marido tinha acordado com o barulho que tinha feito e estava preocupado. Apenas respirou fundo, apontando a varinha para a porta. ― Alohomora. ― Assim que guardou a varinha, viu o marido entrar ali, lhe perguntando o que acontecera. Respirou fundo, dizendo que iria ao médico, ver o que acontecia. A plena verdade, era que ela odiava mentir para o amado. Sabia bem o que acontecia, pois já tinha ido ao médico.

Colocou um robe, por cima do pijama, logo descendo para a cozinha, para tomar o café da manhã. Não se preocupou em acordar Sophie, pois ela estava com os avós, em Mônaco. Sentada, ela comeu quase metade do bolo de chocolate que tinha ali, um pedaço até mesmo de torta de carne, junto com um suco de maracujá. Quando acabara de comer, surpreendeu-se com o quanto tinha comido, e observando Oliver, o marido, percebeu que não foi a única. ― Muita fome. ― Deu de ombros, agora, ela comia por duas pessoas, e odiava estar escondendo aquilo, mas não duraria. Já estava em seus planos, contar a boa notícia. Olhou pela a janela, vendo que estava fazendo um imenso frio, mas respirou fundo, olhando o amado. ― Eu quero sair.  ― Decretou, mordendo o próprio lábio inferior. ― Por favor? ― Segurava sem força, um dos braços do marido, que estavam cruzados. Sorriu, ao ver que tinha o convencido, dando-lhe um beijo. Foi para a cozinha, onde lavou a louça, e depois de meia hora, subiu para o quarto.

Chegando ao quarto, foi para seu closet, procurar alguma roupa para si, que a protegesse do frio. Assim que a achou, tirou sua aliança, colocando em um pote, para não estragar, tomando um banho rápido. Ao acabar o banho, enrolou-se na toalha, pegando a aliança, lendo a inscrição que tinha ali. ‘Always And Forever’. Ela não resistiu ao sorrir, colocando novamente a aliança. Trancou a porta do banheiro para não ser interrompida, trocando-se de roupa. Fez uma maquiagem básica, arrumando seus cabelos. Quando acabou de se trocar, abriu a porta, colocando o casaco, e procurou sobre suas coisas, seu exame confirmando a gravidez, de hospital bruxo e trouxa. Afinal, ambas as medicinas podiam ter alguma falha. Colocou dentro da bolsa, logo colocando seu celular.  Assim que terminou, saiu do quarto indo para a sala, onde sem dúvidas, já era esperada pelo marido.

Vendo seu marido, andou até ele, lhe observando, sorrindo em seguida. Aceitou o braço que era estendido para si, e saíram da casa, após a morena pegar as chaves e trancar a morada. Andando em direção a um beco escuro, logo aparataram para o Vilarejo Chambérry. Mordeu o próprio lábio inferior, sorrindo. Logo, ela voltou a sentir fome. Enquanto andavam, começaram a observar o ambiente da vila. Chegaram a praça, logo sentando-se em um banco, onde Behati estendeu os braços para Oliver, em um pedido por abraço, a qual foi atendida. Tirou de sua bolsa, seu celular, mandando mensagem para a irmã, avisando de onde estava. Respirou fundo, sentindo e aproveitando o carinho que recebia. ― Oliver, eu tenho algo para te dizer, mas só vou falar quando Coraline chegar. ― Respirou fundo, fechando seus olhos.



SO YOUR QUEEN ALWAYS GONNA RISE

Behati Chamberlain McCain
avatar

Posts : 219
Idade : 28
Localização : Cannes, França — Academia de Magia Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Sage

Diretora de Beauxbatons
Diretora de Beauxbatons

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Oliver Chamberlain McCain em Sab Dez 03, 2016 2:36 pm

O homem dormia como uma verdadeira pedra após passar dois dias inteiros acordado no hospital, o St. Marie. Foram duras semanas de trabalho duro naquele maldito lugar, em pura fonte de exaustão mental e física... o desgate era evidente. Porém, assim foram ótimas horas de sono, acordando ao outro dia, movendo os braços em procura do corpo de sua amada ao seu lado, que notara a falta logo mais. Passou as mãos pelos olhos, esfregando os dedos contra as pálpebras, abrindo os olhos, revelando a coração escura. Levantou-se em um esforço para uma tentativa de iniciar o dia. Para Oliver, ele mesmo poderia passar a eternidade abraçado a esposa, mulher que roubou-lhe o coração. Entretanto, reconhecia as obrigações, embora naquele dia estivesse de folga.

Caminhou até os corredores em procura de sua esposa, chamando seu nome em utilização das cordas vocais, denunciando sua presença ali mesmo. Por onde passava, no entanto, o cirurgião não achara a esposa em lugar nenhum, parecia que havia saído, e assim pensou em sua conclusão... isto é, até ouvir ruídos ao banheiro. Suspirou, ainda com roupas de dormi, indo de imediato até a porta do banheiro, batendo algumas vezes. -Amor...? Chamou de modo curioso, tendo a resposta depois de um tempo, visualizando sua amada... estranha, mas ainda sim bela, como sempre fora. Cumprimentou adequadamente, puxando para um beijo apaixonante, saíndo para o quarto e vestir roupas adequadas, enquanto ela fora para cozinha.

Chegando ao quarto, Oliver começou a retirar suas vestes, removendo a blusa e o calção, bem como a cueca box, jogando ao cesto de roula suja, colocando-os ali para serem lavados. Mordiscou os lábios e foi até o seu velho guarda roupa, retirando trajes formais, vestindo-os, um terno escuro e gravata vermelha, pondo sapatos sociais e penteado seu cabelo. Assim, desceu de imediato para a cozinha, servindo-se com tudo a mesa, desde cereais, pães e afins, alto mais regular a alimentação. Mesmo que não fosse um nutricionista, ainda sim mantinha suas preocupações com sua saúde alimentar, principalmente com seus outros familiares. Olhou para a esposa elegantemente, comendo de forma ética a mesa, sorrindo de modo observador, mantendo-se deste modo por alguns minutos.

Finalmente, sentando-se a mesa, Behati começou a comer de maneira espantosa, despertando a curiosidade do marido por quais motivos acontecia. -Tenha calma. Disse em reprovação a maneira dela, ouvindo toda a desculpa de um "ataque de fome". No fim, deixou que ela se safasse. Claro, com seu jeitinho, cuja forma sempre surpreendia ao do bruxo, conseguiu lhe convencer a sair, marcando um encontro a praça, qual terminaram de comer para aparatarem dali. O casal, saíndo da residência, foram para o vilarejo Chambérry, local conhecido do casal. Lá mesmo, Behati pegou celular, mandando uma mensagem a sua irmã mais nova, voltando o olhar ao marido em algumas palavras que tomaram a a atenção, pelo fato dela parecer estranha. -Ok! Se isso foi por causa de eu ter esquecido de levar o Milo pra passear, eu já pedi desculpas! Denunciou a si mesmo de modo sarcástico, dizendo para pessoa seguir em frente após as suas desculpas.


he's her king, that always gonna put his wife first above anything on world
Oliver Chamberlain McCain
avatar

Posts : 66
Idade : 29
Localização : Casa / Ministério da Magia Francesa / França

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Noble

Administradores
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Adam Köhler Forchhammer em Dom Dez 04, 2016 9:46 pm


 
No momento em que fora puxado pela Cora já sabia que o lugar ao qual iríamos não seria um típico encontro ou ao menos algum lugar aonde poderíamos simplesmente causar algumas pequenas travessuras como geralmente eram de costume em seus "encontros" com a morena. As vestes comuns e pouco formais moldavam-se sobre o corpo do jovem que caminhava ao lado da mesma ainda tentando descobrir para aonde ela o estava levando, adentrando a fila do pó de flú, aparecendo no pequeno vilarejo de Chambérry, lugar ao qual ele havia apenas ouvido falar em Beauxbatons com o comentário de alguns garotos e garotas ao qual sempre eram interrompidos pela curiosidade do jovem em saber mais do lugar, naquele momento tendo a oportunidade de conhece-lo acompanhado de uma de suas amigas e pessoa de maior confiança dentro do colégio Francês.

A curiosidade fora maior do jovem ao perceber o ar de mistério que cercava a garota segurando o braço da menor e trazendo seu corpo de encontro ao dele com um pequeno sorriso travesso que surgiu nos lábios do loiro que arqueou uma das sobrancelhas desconfiado da jovem que sorriu de forma carinhosa finalmente revelando o que escondeu por todo o caminho em que ambos fizeram só quebrando o seu silêncio quando o mesmo já não tinha mais como fugir de tal cilada ao qual fora arrastado pela jovem. Os olhos do loiro se encontravam com os da menina revelando um pouco de seu nervosismo enquanto a irmã de Cora que sempre aparentava ser uma pessoa contrária a Cora, enquanto os lábios do jovem se juntaram aos dela selando-os em um beijo calmo ao final separando-se para que pudessem finalmente seguir o caminho.

— Tudo bem. Mas já lhe dou um alerta, sou péssimo em impressionar as pessoas.   — cedeu o garoto aos encantos da menor que pareceu animar-se com aquilo, ao final alertando-a sobre sua principal característica. — Irá ficar me devendo está.   — brincou. O inglês logo afastou o corpo de perto da garota permitindo que ela arruma-se a roupa que vestia fazendo o mesmo assumisse a culpa por tal desastre antes de aproximarem-se ao lugar notando duas pessoas, sendo uma conhecida por Andy pelo convívio em Beauxbatons, mesmo sem nunca terem trocado uma palavra sequer e a outra uma figura completamente desconhecida do jovem que observou com roupas formais, antes olhar a si mesmo coçando a cabeça e disfarçando um pouco do constrangimento que passou pela cabeça dele naquele momento. — Er.... Olá!   — cumprimentou o loiro completamente sem jeito diante as duas pessoas que estavam a sua frente, brevemente fintando eles e observando Cora mentalmente resmungando por estar naquela reunião familiar. — "Você me paga, Cora"   — comentou mentalmente insatisfeito pela situação ao qual se encontrava o jovem, logo retomando a atenção ao casal  a sua frente esperando que a Cora o apresentasse melhor para ambos.


— the corner of my memory,
A brown piano settled on one side; In the corner of my childhood house, A brown piano settled on one side; I remember that moment, Way taller than my height, The brown piano that guided me; I looked up to you, I yearned for you When I touched you with my small finger; I feel so nice, I feel so nice;
first love.
Adam Köhler Forchhammer
avatar

Posts : 350
Idade : 17
Localização : Por ai

Ficha Magica
Ano Escolar: 7º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Noble

Noble
Noble

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Chad Seaworth Ceallach em Seg Dez 05, 2016 3:08 pm


Femme Dangereuse

'Cause I know you got a bad reputation, but doesn't matter, 'cause you give me temptation
O olhar de Cora se encontrou com o de Andy e ela não conseguiu evitar uma risada perversa diante da feição despreocupada do jovem rapaz, mal sabia ele para onde ela estava o arrastando. Behati havia dito a Cora para ir até o vilarejo de Chambérry para uma pequena “reunião familiar”, acontece que a jovem se encontrava com o amigo e cogitar se separar dele naquele momento não foi uma opção, então assim que recebeu a mensagem de sua irmã, ela convenceu Andy a ir com ela. Apesar de ir e vir com sua irmã mais velha para todos os lugares, Cora nunca tinha estado no vilarejo e nunca tinha viajado através de pó de flu e não gostou de ficar cheia de fuligem, mas relevou tudo, pois ainda permanecia na presença de Andy e com ele tudo ficava mais engraçado. O vilarejo era a coisa mais encantadora que Cora já tinha visto, era gracioso e muito acolhedor. De acordo com Behati, ela estaria esperando Cora em um pracinha que havia no vilarejo e estaria na companhia de Oliver.

Cada vez mais, Andy ficava desconfiando das verdadeiras intenções para com ele naquele instante e ela não pode evitar em sorrir observando mais uma vez o olhar confuso dele. E ao avistar Behati ao longe, ela sentiu o corpo de Andy enrijecer de surpresa e então com um suspiro ela se virou para ele com um sorriso carinhoso nos lábios pronta para revelar a verdade pela qual ela o arrastara até o vilarejo.

Certo! ela me chamou para uma pequena reunião familiar, mas como estávamos juntos, achei que você não iria ligar em finalmente conhecer minha família. — ela murmurou dando de ombros e passou os braços ao redor do pescoço do inglês. — Ei, somos amigos, Andy. Não há nada de mais nisso, não tem que ficar nervoso. — ela disse sorrindo e deu uma piscadela para ele antes de aproximar os lábios do dele e então ele selou os lábios de ambos em um beijo calmo, mas esquecendo-se de onde estavam, a garota ficou tentada a aprofundar o beijo ou então retornar para Beauxbatons e finalizar o que eles haviam começado anteriormente, mas ela apenas se limitou a ajeitar a roupa amarrotada e respirar fundo, tentando controlar sua respiração e as batidas de seu coração. 

Ao chegar à presença dos adultos que formavam sua família, ela foi de encontro a irmã mais velha e lhe deu um breve beijo na bochecha e limitou-se a dar um aceno para seu cunhado voltando a ficar ao lado de Andy. Ela acompanhou os olhares de seus familiares dela para Andy de Andy para ela e como ela sabia que eles eram as pessoas mais escrotas do mundo, ela não evitou em revirar os olhos.

Esse é meu amigo, Andy Charbonneau. — ela o apresentou a eles e fez um breve carinho no ombro do amigo procurando tranquiliza-lo. — Estávamos juntos quando você me mandou a mensagem, Behati, então não vi problemas em trazê-lo comigo. — ela explicou e desviou o olhar do de sua irmã mais velha, pois ela sabia que ela adivinharia na hora o que eles estavam fazendo e já era uma situação bastante constrangedora. Seu olhar se voltou para o de Andy e ela podia o sentir querer estrangular ela apenas com o olhar e murmurou um “desculpas” antes de apresentar a sua família ao Andy. — Andy, este é o Oliver. Ele é marido da Behati e é cirurgião-chefe no St. Marie. — ela apresentou o cunhado ao amigo e mordeu o lábio nervosamente. — Esta aqui você já conhece pelo menos de vista, então não necessito apresenta-la. — ela disse apontando para a irmã e revirou os olhos observando o sorrisinho presunçoso de Behati e esperou eles se pronunciarem enquanto ela voltava seu olhar para o de Andy.



Chad Seaworth Ceallach
Tāmen hái zhàn zàiyuán dì chǎozhe shénme, zǎo yǐjīng gēn bù shàng wǒ de jiézòu, jiù zài zhè yī miǎo kāishǐ chóngqǐ xìtǒng, méi yòng de chéngxù quánbù dōu qīngkōng, wǒ bùxiè bǐsài, wǒ zhǐshì rè’ài, nándào shuō nǐ hái tīng bù dǒng, wǒ bù huì shuō bǎ shuāngshǒu fàng zài kōngzhōng
Chad Seaworth Ceallach
avatar

Posts : 67

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Feue

Comensais da morte
Comensais da morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Behati Chamberlain McCain em Ter Dez 06, 2016 2:59 pm

 
No banco da praça, enquanto recebia os carinhos do marido, riu, ao lhe ouvir falar sobre Milo, o cachorro da família. Arqueou levemente a sobrancelha, mordendo o próprio lábio inferior. ― Não, Oliver, não tem a ver com o Milo. Aliás, sobre ele, a gente conversa em casa. ― Cerrou seus olhos, no tom mais ameaçador que dizia: Você está um pouco ferrado. Arrumou em seguida, sua expressão, para feições doces. Mordeu a bochecha do marido, enquanto ficava ali, aproveitando o carinho que recebia, remoendo-se naquele momento, por não anunciar ao marido ainda, a gravidez. Fazer segredo, estava a matando, mas a causa era a melhor possível.

Era casada com Oliver, há sete anos. Casou-se com ele, três meses após fazer dezoito, quando ela já estava no segundo ano de faculdade, já que namoraram por dois anos antes de casarem-se e quando se formou, era de menor perante o Ministério da Magia. A única exigência dele na época, era que o casamento só ocorreria após ela ter 18 anos, já que foi pedida em casamento, com 17. Respirou novamente, passando as mãos no cabelo, logo fazendo carinho no próprio ventre. Grávida e com fome. Tinha como aquilo ficar mais interessante? Como em um pedido, suas preces foram atendidas, vendo a irmã. Beijava um garoto familiar a si, olhou para Oliver, rindo. ― E não é que Coraline tem coração? ― Sussurrou para o marido, rindo baixo.

A mais velha, ainda abraçada a seu marido, observava a irmã e o ‘amigo’, com um sorrisinho cínico, mas mordeu o próprio lábio inferior, para disfarçar o sorriso. Fingiu não ouvir as falas do garoto para a irmã, enquanto olhava para seu marido. Respirou fundo, endireitando-se sobre o banco, quando ambos se aproximaram. ― Olá, Andy. ― Sorriu para o garoto, após beijar a bochecha da irmã. ― Tudo bem, Cora. Mas avise-me com antecedência na próxima. ― Repreendera, em um tom suava. Estar grávida a deixava naturalmente mais calma, e ela era doce demais. Isso irritava Behati, que viu seus cabelos castanhos, assumirem um tom de violeta. Sua metamorfomagia, que a irmã não tivera a sorte de herdar, manifestava-se em momentos inconvenientes quase sempre.

Ao ouvir as apresentações para o garoto, ela apenas sorria de forma presunçosa para a irmã, puxando-a cautelosamente para perto. ― Olhe como ele te olha. Te olha como um desejo, como se quisesse, como... Oliver olha para mim, é o olhar que ele tem. ― Exibiu um sorriso malicioso para a irmã. ― Vá enquanto ele te quer, aproveite e não o deixe escapar, porque se aparecer para mim, chorando por causa de ciúmes e por causa dele, eu te juro por Merlin, que meto a mão nessa sua carinha, Coraline. ― Sorriu docemente, vendo seus cabelos passarem agora, para o avermelhado. Sentou-se sobre o colo do marido, para que pudesse ter espaço para a irmã e o amigo se sentarem, respirando fundo. ― O que eu quero contar... É que estou grávida. ― Respirou fundo. ― E você, Cora, quando vai assumir algo com o seu amiguinho aí? Eu já tive essa fase com Oliver e olhe onde estamos. Casados, com uma filha e eu esperando o segundo filho. ― Deu de ombros, sorrindo ironicamente.




SO YOUR QUEEN ALWAYS GONNA RISE

Behati Chamberlain McCain
avatar

Posts : 219
Idade : 28
Localização : Cannes, França — Academia de Magia Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Sage

Diretora de Beauxbatons
Diretora de Beauxbatons

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Oliver Chamberlain McCain em Sab Dez 10, 2016 9:13 am

Suspirou ao olhar dela, uma ameaça após o fato do cachorro ter vindo a tona naquele instante. Sabia muito bem a mulher que tinha, bem como sabia sobre o quanto ela podia ser persuasiva em diversos assuntos. No momento que encontramos a Cora, a irmã de Behati, caminhamos em sua direção para o reencontro familiar. E não, não tinha que falar sobre sua cunhada, mas ao mesmo tempo sabia o quão inteligente ela era, assim como detinha algumas das peculiaridades da Behati, como gostar de animais e afins.

Manteu o sorriso a face imóvel na tentativa de parecer cortes a ela e ao rapaz que acompanhava. Claro, não poderia deixar de reprimir uma risada sobre o comentário de sua esposa, em questão do coração da sua irmã. De modo, o bruxo olhou para ela e respondeu ao comentário. -Ela está tão apaixonada quando nós. Finalizou, levando a boca ao silêncio com a final aproximação do casal a frente. O rapaz que acompanhava parecia acanhado e um pouco nervoso, mesmo que este sentia na época que fora apresentado a família de sua mulher, onde quase ficou vermelho de tão nervoso.

Quando as apresentações finalmente começaram, naquele momento, Oliver estava totalmente ciente de que Cora havia persuadido a ele aparecer. Assim, sorrindo ao rapaz, de modo amigável, oferecei um aperto de mão, dizendo formalmente. -Olá, Andy. Pronunciou seu nome no momento que o casal mais jovem manteve-se próximo. Rapidamente cumprimentou a irmã mais nova de sus esposa, sorrindo a mesma. A relação entre ambos era amistosa o suficiente dele não querer arriscar uma má impressão.

As surpresas até não pararam por ali e, além do fator chave da Cora ter desencalhado, Behati anunciou a gravidez do nada, fazendo com que o bruxo tivesse uma cara histérica após segundos de raciocínio. Sua cônjuge era realmente de impressionar, sempre com seus anunciamentos repentino, tirando total certeza se era uma brincadeira ou não. Mas, o fato era que sabia que tratava-se da verdade, notou isso quando olhou calmamente aos olhos dela, indo de encontro a mesma ao virar o corpo em sua direção, segurando suas mãos, assim beijando sua boca. [color=darkred]-Desde quando?- [/center] Levou a outra mão a barriga dela, massageando a região.


he's her king, that always gonna put his wife first above anything on world
Oliver Chamberlain McCain
avatar

Posts : 66
Idade : 29
Localização : Casa / Ministério da Magia Francesa / França

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Noble

Administradores
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Adam Köhler Forchhammer em Dom Dez 11, 2016 10:47 pm


 
Era impossível não demonstrar certo nervosismo na presença de ambos os adultos que estavam diante os olhos do loiro que se mantinha imóvel tentando pensar em alguma forma de escapar, mas ao final voltando de seu mundo exclusivo e no momento que a irmã mais velha de sua amiga a repreendeu, não deixou de notar um pequeno fato que aconteceu com os cabelos da irmã da mesma e arqueando a sobrancelha voltando a observar a sua amiga com o pensamento naquele acontecimento inusitado e já deduzindo o motivo do acontecimento. —  "Será que a Cora também possui esta habilidade?"   — questionou-se o loiro, logo voltando a atenção até a mesma para que tentasse notar algo de diferente por parte da jovem que não demonstrava nenhum traço igual ao da sua irmã, sendo pego de surpresa pela atitude do homem que acompanhava a diretora de sua escola e noivo da mesma que gentilmente ofereceu a mão para que apertasse como um meio de cumprimento e respeito. — Me desculpe... Acabo me distraindo um pouco em meus pensamentos.   — admitiu. Ele logo apertou a mão do homem, ao final, afastando as mãos e voltando a se aproximar da sua acompanhante naquela noite.

Assim que percebeu o rapaz fazer o mesmo voltando ao lado da noiva que nesse momento se afastou um pouco do mesmo, em seguida puxando Cora para mais perto dela. Ele olhava para Cora deixando que um singelo sorriso pairasse a face naquele momento querendo saber qual era o assunto que ambas fofocavam, não deixando de ignorar os sorrisos maldosos que a mais velha deixava escapar pelos seus lábios.O constrangimento de ter os olhares de ambas em si fez com que o jovem afastasse o olhar se aproximando do rapaz que apesar da aparência parecia ter um certo humor não evitando de comentar sobre a reunião de ambas as irmãs. — Oliver não é?   — indagou sem qualquer confiança. — As duas costumam fazer muito isso de falar apenas entre elas e deixa-lo na dúvida sobre a conversa de ambas?   — perguntou, naquele momento buscando a experiência que o homem tinha com ambos pelo maior tempo de convívio e ao ouvir a resposta do mesmo, sorrir voltando ao lado da Cora.

Behati logo afastou-se se sentando no colo do homem, sentando-se ao lado da Cora e trocando alguns pequenos olhares com a mesma que assim como ele tinha certo receio em estar no lugar em meio aquele momento de apego do casal. Ele suspirou baixamente antes de perceber a mesma chamar a atenção de todos anunciando a chegada de um novo membro a família deles, uma notícia que pegou a todos os presentes de surpresa e observando o marido da mesma fazer-lhe um pequeno agrado com um beijo, fazendo com que ele virasse o rosto revirando os olhos com certo descontentamento.  — "Eles são muitos melosos, por merlin!"   — pensou.A pergunta que sempre cerca ambos naquela relação de conflito ao qual ambos apenas tinham um agrado, em momento algum se apegando ou aprofundando relutou em manter-se na sua cabeça.  — Somos amigos, Behati.   — tentou se defender com um sorriso envergonhado.  — Mas nos damos muito bem e rola uma química, como dizem os filmes trouxas.   — sorriu com o próprio comentário e olhando para a mais nova com certa dúvida no olhar se realmente poderiam dar-se bem um com o outro. — Antes que eu me esqueça. Parabéns, Behati!    — concluiu.


— the corner of my memory,
A brown piano settled on one side; In the corner of my childhood house, A brown piano settled on one side; I remember that moment, Way taller than my height, The brown piano that guided me; I looked up to you, I yearned for you When I touched you with my small finger; I feel so nice, I feel so nice;
first love.
Adam Köhler Forchhammer
avatar

Posts : 350
Idade : 17
Localização : Por ai

Ficha Magica
Ano Escolar: 7º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Noble

Noble
Noble

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Behati Chamberlain McCain em Sex Jan 27, 2017 5:29 pm

OFF: Os quatro sairam dali.


SO YOUR QUEEN ALWAYS GONNA RISE

Behati Chamberlain McCain
avatar

Posts : 219
Idade : 28
Localização : Cannes, França — Academia de Magia Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Sage

Diretora de Beauxbatons
Diretora de Beauxbatons

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Logan Åkerman Sørensen em Seg Jul 03, 2017 8:32 pm

✝ first dateprimeiro encontro.

O

nde será que eu estou? Era o que eu perguntava. Estava perdido, o mundo bruxo francês era uma coisa nova pra mim, e como a cultura também era diferente, não poderia me encontrar por alguns detalhes que conhecia. — Entendo que uma praça é um bom lugar para um primeiro encontro, mas mesmo assim, por que tão longe? — Seria mais fácil se eu a fizesse ir para o mundo mágico Britânico, e eu a encontraria logo que ela chegasse, por que fui tão burro? E agora, não havia mais como voltar atrás. Mas estava tudo bem, depois de alguns meses, poderia ter o primeiro encontro com Raleigh, que estudava em Beauxbatons e que eu conversava a distância. Estava feliz, um pouco ansioso e nervoso eu diria, queria que não desse nada de errado, apenas fosse um dia normal, sem nenhum imprevisto.

Perguntei para algumas pessoas onde ficava a tal "Praça Principal" do Vilarejo, e depois de algumas pessoas muito educadas dizendo coisas como "procure você mesmo", uma senhora muito educada disse que ia passar por lá, então me encaminhou até onde era. — Obrigado, você é bastante gentil. — Sorri para a moça, me despedindo, caminhando até o meio da praça principal. Andei por toda a praça, mas não avistei Raleigh em nenhum lugar. — Será que cheguei cedo demais? — Suspirei, talvez a ansiedade me faria ser trouxa logo no primeiro encontro? Para espera-la, me aproximei de um banco que estava vago, com algumas folhas de árvore e galhos caídos sobre ele. Após limpar um pouco o banco, peguei algumas e comecei a rasgá-las, a esperando chegar.



Logan Åkerman Sørensen
Logan Åkerman Sørensen
avatar

Posts : 155
Idade : 19
Localização : Com as ovelhas.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Sonserina

http://th3-z0n3.tumblr.com
Sonserina
Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Raleigh Chamber. McCain em Ter Jul 04, 2017 9:34 pm

Stay for as long as you have time
"Sinto muito Olívia, preciso ir." Foi com essa sentença que me despedi de minha melhor amiga, após uma breve visita durante as férias. Olívia era minha melhor amiga desde que fui transferida para a Beaux, e desde então somos como carne e unha. Ela me lançou um olhar de relance, perguntando porque eu estava indo embora, respondi-lhe que havia marcado um encontro com uma pessoa e uma troca de olhares e sorrisos com segundas intenções foi o suficiente para que era entendesse do que estava se tratando. — Boa sorte no seu encontro. Qual o nome dele? — Perguntou a loira, tossindo depois da pergunta, era uma tosse seca e horrível, achei que ela poderia colocar os pulmões para fora a qualquer momento. — Você não o conhece. — Respondi, apanhando minha bolsa do chão e colocando a cadeira que sua mãe havia trazido para mim de volta na escrivaninha. — Ele não estuda aqui.

Hmm...então quer dizer que a senhorita McCain arrumou um amor de terras distantes. — Murmurou Olívia, quase rindo de minha "aventura" — pode me dizer de onde ele é ao menos? Estou morta de curiosidade. — Questionou ansiosa, me perseguindo com aqueles olhos esverdeados, impedindo-me de sair sem ao menos lhe responder alguma pergunta. — É de Hogwarts. — Respondi, sorrindo bobamente, exibindo todos os dentes de minha boca e deixando que meus olhos brilhassem a simples menção do local. Olívia não pode conter-se, ficando de queixo caído. — Hogwarts? Você o conheceu durante o baile de Halloween?? Não acredito. Raleigh Anne Chamberlain McCain, você PRECISA me contar quem é esse garoto! — Se não estivesse tão adoentada, com certeza Olívia estaria avançando em minha direção, exigindo respostas imediatas e me proibindo de sair antes que as lhe desse. — Ele se chama Logan. É tudo o que posso lhe dizer. — Afirmei, pouco antes de sair pela porta de seu quarto. —  Tchau Olívia.

A loira gritou meu nome do quarto com a voz rouca, tossindo mais algumas vezes por causa do esforço. Sua mãe logo subiu as escadas com um frasco marrom em uma das mãos e uma colher na outra ao ouvir a tosse novamente. Quando ergueu o rosto, viu-me saindo, e sorrimos uma para outra, numa despedida silenciosa e gentil.

Não sabia o quão atrasada estava para o encontro, mas saí correndo como uma flecha da casa de Olívia, que para minha sorte ficava próxima a praça onde havíamos combinado de nos encontrar. Era a primeira vez que eu iria ver Logan pessoalmente desde o baile de Hogwarts, onde, por dois meses trocamos cartas freneticamente como dois amantes desesperados, algo como Romeu e Julieta.

A praça estava pouco movimentada, mas ainda sim era difícil enxergar alguém na multidão. Reduzi o passo, procurando desesperada por algum sinal dele, seu rosto ou seu cabelo, e quando avistei...ah, nem preciso dizer que meu coração palpitou de felicidade. Caminhei sem pressa em sua direção, cuidadosa para que ele não percebesse que estava me aproximando. Estava de costas, distraído com as folhas de um arbusto e parecia até um pouco desanimado, será que achou que eu iria furar nosso encontro? Queria que soubesse o quão enlouquecidamente apaixonada me encontrava por ele, mas soar desesperada nunca é uma boa impressão, pode ser assustador e até mesmo afugentar seu amado se perceber que você está muito afobada por um namoro.

Engoli em seco, torcendo para que o sol não formasse minha sombra a sua frente e estendi as mãos. As palmas tocaram seu rosto, e senti sua pele quente e viva na ponta de meus dedos, as veias debaixo dela pulsando vividamente enquanto encostava sua cabeça entre minhas costelas.
A sensação de se ter alguém que você ama tão perto é estonteante. É incrível como tudo a sua volta parece diferente quando você sente o calor da outra pessoa, cada detalhe começa a ter uma importância extrema, e coisas que antigamente não se dava valor, ou passava batido, agora parecem fazer uma enorme diferença.

Calada e com um sorriso enorme nos lábios, deixei que suas mãos se encontrassem com as minhas, arrepiando minha pele com seu toque sutil. Uma surpresa positiva é sempre bem vinda, e mesmo que estejamos nos encontrando como amigos, eu fazia questão de praticar atitudes de casal ou românticas veladas com ele.
Take any moment, any time;


Raleigh Anne
Horrorshow and Ultraviolence
Raleigh Chamber. McCain
avatar

Posts : 61
Idade : 17
Localização : Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Persévérer

Monitor da Persévérer
Monitor da Persévérer

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Logan Åkerman Sørensen em Qui Jul 06, 2017 11:12 pm

E

sse era o pior momento. Talvez estar só te faz pensar em muitas coisas, e também em diversas possibilidades. Eu não sabia ao certo se estava ficando muito ansioso, ou se estava tranquilo. Continuando a brincar com algumas folhas dos galhso das árvores, não podia deixar de me perguntar, se eu estava exagerando em toda essa expectativa, porque estava com medo de ser apenas um erro cometido. — Espero que não ocorra nada de mal. — Eu já estaria satisfeito se fosse apenas um encontro amigável, com apenas algumas brincadeiras e alguns sorrisos trocados, seria aconchegante, e não teria toda aquele clima pesado onde alguém precisaria tomar algum tipo de atitude. Com o tempo, ouvi alguns passos que pareciam se aproximar de mim, tive uma certa curiosidade em olhar para trás, mas estava com medo de não ser o resultado que eu esperava, então permaneci do mesmo jeito que estava, mas ficando apenas com o corpo ereto depois de alguns segundos, e quando tomei coragem e olhei para trás, era apenas um rapaz que estava de passagem, com um pouco de pressa. — E ainda disse que não teria expectativa, mas está tudo bem. — Balancei a cabeça negativamente, respirando profundamente, deixando o corpo relaxado no banco.

Ansiedade não fazia bem pra mim, ainda não era um garoto muito experiente com sentimentos amorosos ou algo do tipo, até que comecei a ter um semblante desanimado e os olhos fechados. Até que me surpreendi com um toque de mãos macias em meu rosto, algo que deixava claro, ela havia chegado. Um sorriso apareceu em meus lábios de imediato. Em seguida, ela encostou minha cabeça entre suas costelas, onde eu logo movi minhas mãos para que se encontrassem com as suas, com um toque sutil. — Você chegou... — Disse em um tom baixo e uma voz lenta, não querendo demonstrar toda a ansiedade que estava por dentro. Em seguida, levantei, pegando uma de suas mãos, a puxando para mais perto, lhe dando um abraço com um curto período de tempo. Talvez eu ainda estivesse um pouco envergonhado, não tinha muita certeza de qual era o real motivo por trás do encontro que fora marcado por nós, apenas estava com vontade de vê-la. — Quanto tempo não nos encontramos, está tudo bem com você? — Perguntei calmamente, tentando não parecer ansioso. Não estava afim de parecer grudendo, não por medo, e sim porque não queria parecer enjoativo desta vez. Voltei para a frente do banco, retirando algumas folhas que ainda estavam sobre ele, dando um espaço. — Então... Quer sentar um pouco aqui? — após outra pergunta feita, olhei em seus olhos, abrindo um sorriso gentil, esperando alguma ação ou resposta.



Logan Åkerman Sørensen
Logan Åkerman Sørensen
avatar

Posts : 155
Idade : 19
Localização : Com as ovelhas.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Sonserina

http://th3-z0n3.tumblr.com
Sonserina
Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Raleigh Chamber. McCain em Ter Jul 11, 2017 10:54 pm

Stay for as long as you have time
Achou que eu não viria? — Questionei quase murmurando. Era um completo estado de transe e torpor estar perto daquele garoto outra vez, como se meu cérebro tivesse entrado em modo de stand by e apenas respondesse as funções mais básicas do corpo. Perto de Logan não havia medo ou raiva, apenas um constante sentimento de paixão e alegria.

Inclinei o tronco para a frente enquanto suas mãos subiam em direção as minhas e afundei o rosto entre seus cabelos, sentindo a maciez e o perfume dos fios. Aquele seria um ótimo lugar para meus dedos descansaram em um futuro próximo, e a ideia de percorrer as mechas logo se fez real, levando a mão esquerda em direção ao couro cabeludo e permitindo que meus dedos corressem livremente, esfregando-se contra seus cabelos e acariciando toda sua extensão por breves segundos, pois logo em seguida Logan levantou-se, e a ideia de que não tivesse gostado das carícias correu por meu cérebro como se uma flecha o atravessasse de um lado a outro. Seria deselegante perguntar e mais rude ainda da parte dele responder que sim. Provavelmente diria que não, quando na verdade desejaria dizer sim e faria o oposto porque estava na minha frente, só me restava então tirar a prova em um momento mais oportuno, pegando-o de surpresa.

Abraçamos-nos de forma tímida por educação, mas meu corpo me exigia para que o apertasse com mais força e nunca mais o deixasse partir, temendo não poder sentir o calor e o perfume dele outra vez. Desvencilhamo-nos, cada um com um belo sorriso no rosto, um sorriso que, quem visse de fora poderia considerar dois amigos de longa data, mas que para o outro, significava mil coisas e apenas uma ao mesmo tempo. — Não seja bobo, nem faz tanto tempo assim que nos vimos.
Foram apenas o quê? Dois, três meses?
— Brinquei, dando um leve tapa em sua mão direita, uma atitude que vi no segundo seguinte que era ofensiva, e torci para que não me levasse a mal. Sorri outra vez, tentando disfarçar a vergonha de minha brincadeira mal educada, dando a volta em torno do banco a passos calmos e precisos. Não demorou mais que três ou quatro para que estivesse frente a frente sem nenhum banco que impedisse nossos corpos de se juntarem um ao outro novamente. Envolvi-o em outro abraço, desta vez mais forte que o anterior, permitindo que meu olfato memorizasse o cheiro de sua pele e de seu cabelo.

Ora obrigada. — Agradeci, arrumando a saia em meu corpo para que pudesse me sentar. — Muito galante de sua parte. — Ri ao acrescentar uma observação em sua pergunta,cruzando as pernas e repousando as mãos por cima do joelho, coberto pelo tecido de chiffon esverdeado, longo o suficiente para exibir apenas meus tornozelos e pés, tanto em pé como sentada. — Então, eu não se deveria contar agora, mas não vou conseguir manter segredo por muito tempo — Adverti, mordendo os lábios de excitação e felicidade. Aquela notícia era provavelmente uma loucura, uma sandice minha, como dissera meu pai e até mesmo minha tia me advertira. Mas eles sabiam que caso desse errado, eu conseguiria tirar algum proveito daquela situação, como eu sempre fiz, durante quase toda a minha vida. — Mas...eu e minha tia conversamos bastante nestes últimos dias, não me lembro se te contei através das cartas. Mas eu estarei, em breve, sendo transferida para Hogwarts! — Um grande e belo sorriso se apossou de minha face, meus dentes reluzindo em branco como pequenos quartzos brancos recém polidos. Sei que era cedo de mais para que fizesse tal tipo de abordagem ou tomasse essa atitude, afinal faziam apenas 3 ou 4 meses que o havia conhecido. Mas algo dentro de mim, não sei se o calor do momento ou apenas uma loucura de adolescente, me dizia que o que eu estava fazendo era certo e positivo para mim, de alguma maneira. Eu só esperava que, me mudando para sua escola, não achasse que estava querendo apressar as coisas entre nós, ou vigiá-lo de perto.
Take any moment, any time;


Raleigh Anne
Horrorshow and Ultraviolence
Raleigh Chamber. McCain
avatar

Posts : 61
Idade : 17
Localização : Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Persévérer

Monitor da Persévérer
Monitor da Persévérer

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Logan Åkerman Sørensen em Dom Jul 16, 2017 3:19 pm

IMPRESSED, BUT RATHER HAPPY
post 003
Rolei os olhos quando Raleigh havia dito que o tempo que nós não nos vimos eram apenas três meses, mesmo que para mim parecia um ano no mínimo. Olhei para o lado esquerdo um pouco envergonhado de mim mesmo, esta personalidade talvez seria um pouco grudenta, mas era difícil segurar a saudades. — Sim, faz pouco tempo, acho que exagerei. — Eu estava correndo um risco de cometer um exagero, que talvez não seja bom para o momento, e também para a nossa "relação", que ainda estava começando a se construir. Esse talvez era o ponto positivo da distância que havia entre nós. Como apenas trocávamos cartas, e raramente havia alguns encontros, era difícil cometer algum erro que pudesse comprometer algo. Lembro vagamente do nosso último encontro, eu estava bastante nervoso, como hoje também estava, mas a três meses atrás eu ainda estava sendo bastante iludido com tudo isso, e não sabia se isso estava sendo um ponto positivo relacionado à nós dois.  
 
Pensava diversas vezes em tentar não ser um chiclete no sapato, mas ficava pensando em como isso iria afetar a nossa relação, que já estava sendo um pouco estabilizada com as nossas personalidades. A nossa "relação" estava aceitável, apesar de que seria muitíssimo melhor caso se ela tivesse em Hogwarts, até para que ela pudesse ficar mais perto de mim, mas também me conformei com ela em Beauxbatons. Quando nos envolvemos em um abraço, a minha vontade era de não a soltar. Apesar de eu conseguir estar dialogando normalmente, não estava me sentindo confortável, ainda precisava de algo para me sentir seguro dentro de mim.  
 
Quando ela agradeceu e sentou-se ao meu lado, advertiu dizendo que precisava contar alguma coisa, e que não conseguiria manter o segredo por bastante tempo. Em minha mente, logo pensei que fosse alguma notícia ruim, óbvio, eu já começava a preparar o meu psicológico para algum abalo emocional. Perguntei, curioso. — O que é? — Estava nervoso. Raleigh havia dito que teve umas conversas com sua tia, e que não lembra se tinha contado pelas cartas, o que não havia feito, pois não lembrava de nada relacionado a tia dela nas cartas. Mas em seguida ema havia dito que seria transferida para Hogwarts. Reagi de forma rápida, levantando, colocando ambas as mãos em meu rosto. — V-você o que? — Eu não sabia qual reação ter, a de felicidade, pois o meu desejo de que ela tivesse em Hogwarts seria finalmente realizado, ou de espanto. — Mas quando você irá para Hogwarts? Isso é magnífico! — Mostrei alegria, abrindo um sorriso, e me aproximei dela, envolvendo-a em outro abraço, um pouco mais longo. — Espero que você venha para a Sonserina também. — Ansioso, soltei, talvez eu precisasse acalmar um pouco meus ânimos, antes que eu exceda os meus limites e comece a exagerar. Apesar da felicidade, eu estava com medo, nós dois no mesmo colégio talvez não seria uma boa, justamente pelo medo de eu ser bastante grudento com ela, mas agora, não havia mais como voltar atrás.


Logan Åkerman Sørensen
Logan Åkerman Sørensen
avatar

Posts : 155
Idade : 19
Localização : Com as ovelhas.

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Sonserina

http://th3-z0n3.tumblr.com
Sonserina
Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Principal

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum