Floresta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Floresta

Mensagem por Helena Braddock Grinfild em Seg Nov 07, 2016 2:03 pm


Floresta


rpghogwartsschool.com



Helena Braddock Pallas Grinfild - Coordenadora Geral de Hogwarts
Helena Braddock Grinfild
avatar

Posts : 1467
Idade : 34
Localização : Hogwarts

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Emprego: Nenhum
Casa: Grifinória

http://www.rpghogwartsschool.com
Administradores
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta

Mensagem por Aretha d'Andigné Bourbon em Qua Fev 08, 2017 2:43 pm



Mavra caminhava pela floresta do vilarejo Chambérry imitindo estar tocando uma guitarra enquanto imaginava uma das músicas mais famosas de um grupo de rock trouxa, AC/DC. Apesar de ser uma bruxa puro sangue, Mavra já viajou o mundo e em grande parte o trouxa, onde aprendeu sobre a cultura e se apaixonou pela música, tendo fascínio e grande paixão pelo rock britânico e americano. Enquanto caminhava para o mais profundo silêncio da floresta, Mav pensava em como era diferente da irmã mais velha, Kenna, a mesma havia se tornado uma excelente professora na academia onde se formara e recentemente se tornara diretora da casa ao qual pertenceu quando era mais jovem, trazendo orgulho para a família. Já Mavra havia se tornado o que a sua mãe mais temia... Uma auror de campo no Ministério da Magia Britânico e como se não bastasse ser uma auror, ela havia ido para o país em que toda a família detestava por os pés, Reino Unido. Pensar na possibilidade de nunca mais ver a mãe fazia Mavra se sentir mais confortável, desde pequena era taxada como a ovelha negra da família e simplesmente pelo fato de optar ir para Durmstrang e não Beauxbatons, como todas as mulheres da família. A única pessoa que ela tinha um grande apreço era seu pai, pois apesar de ausente, sempre foi o que lhe apoiara desde pequena perante as cobras que eram sua mãe e irmã, era nele que Mavra se espelhava e fora pensando nele que decidiu se afastar, não queria magoá-lo. Era dele também que ela herdara o dom da Licantropia, não que Mavra considerasse se transformar em uma fera sanguinária necessariamente um dom, ela gostava de pensar que era um presente amaldiçoado. 

Perdida em meio aos pensamentos, Mavra quase não notara que a lua se mostrava timidamente por entre as copas fechadas das árvores, seu olhar encontrou-se com o a luz prateada e fria que emanava da lua e logo uma dor percorreu seu corpo lhe causando um calafrio fazendo todo o seu corpo tremer, avançando a passos lentos e tendo somente o luar como testemunha de sua transformação, Mavra abriu caminho por entre as folhas e galhos até chegar a uma parte razoavelmente aberta do interior da floresta e desabou sobre seus joelhos já não suportando mais a dor que se espalhava por seus membros, a fazendo gemer de dor. Seu corpo começou a se contorcer e emitir barulhos de algo se quebrando, decididamente era seus ossos humanos se partindo para dar lugar a seus ossos de fera, já acostumada, ela sentiu algo quente descer por suas bochechas e passou os dedos trêmulos em seu rosto e observou ser sangue, logo a dor começou a seguir até seus olhos e ela gritou alto, assim como em todas as transformações, seus olhos humanos jaziam no chão enquanto seus olhos de lobo estavam em seu rosto, brilhando em um azul belo e aterrorizante. Um formigamento percorreu sua pele e ela começou a parecer que estava fervendo de tão quente e a necessidade de arrancar a pele veio de imediato e logo os pelos brancos e amarronzados se faziam presentes em algumas partes de seu corpo. Ela começou a se contorcer novamente e ficou de quatro no chão, seus membros superiores e inferiores começaram a se moldar até ficar como patas, seu corpo começava a se assemelhar a um lobo gigante e a consciência humana de Mavra ia desaparecendo ao decorrer da transformação. Os dentes humanos de Mav começaram a cair e no seu lugar surgiam as presas de lobo e seu crânio humano começou a se partir no momento em que a cabeça do lobo surgia timidamente apresentando o focinho e partindo ao meio a sua cabeça, até surgir enfim, a loba completa.

A fera começou a comer a pele caída no chão e para finalizar o processo soltou um uivo tão estrondoso e alto que a poucos metros da floresta, alguns aldeões ouviram o uivo e correram para a segurança de suas casas. Mavra estava a solta e saia dali em sua forma de loba, pelo menos até o nascer do sol surgir e ela retornar a sua forma humana.

Obs.: Uso da habilidade em itálico. #pas




— Mademoiselle  Aretha Madeleinne d'Andigné Monserrat di Bourbon
Aretha d'Andigné Bourbon
avatar

Posts : 24
Idade : 52
Localização : Castelo dos di Bourbon – Vilarejo Chambérry, França;

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Emprego: Nenhum
Casa: Persévérer

Chefe Judiciario Francês
Chefe Judiciario Francês

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum