Masmorras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Masmorras

Mensagem por Josephine Löhn.-Ostëngard em Qua Fev 15, 2017 6:48 pm


Masmorras

Localizada em uma área abaixo do subsolo da academia, as masmorras são o lar das criaturas mágicas capturadas nos arredores de Beauxbatons, que muitas vezes são usados em torneios ou copas inter casas. Não é permitido o acesso de alunos no local sem a supervisão de algum professor ou funcionário de Beauxbatons, por questões de segurança. Caso algum aluno se aventure pelo local sozinho, a escola não se responsabiliza por eventuais danos, já que não é dito que animais habitam o recanto mais profundo da reluzente academia e é avisado sobre o perigo escondido.

rpghogwartsschool.com


Josephine Magdalena Reinhardt Löhnhoff-Ostëngard
"Good girls go to heaven, but bad girls go where they want."
Josephine Löhn.-Ostëngard
avatar

Posts : 909
Idade : 16
Localização : Nos Seus Pensamentos;

Ficha Magica
Ano Escolar: 6º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Sonserina

Monitor da sonserina
Monitor da sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Masmorras

Mensagem por Convidado em Seg Mar 06, 2017 11:19 am

CLAIRE HOLMES, et le time-turner perdu
Continuação...

Após descer por alguns minutos a escadaria em espiral, Claire sentia-se fadigada e um tanto tonta por estar girando como um peão. O frio que emanava de algum lugar desconhecido a seus olhos, de nada ajudava para clarear sua mente e fazê-la pensar em um plano, uma meta, uma rota pela qual seguir. O medo de encontrar algo que não fosse capaz de enfrentar fazia a jovem menina sentir calafrios e em uma atitude já habitual, começou a repassar mentalmente as páginas do seu livro favorito de poesias, o que parecia acalmar a Lefevbre até em situações extremas, como essa. Um som melodioso ecoava pelas paredes apertadas onde a escadaria fora projetada, era um som melancólico e bonito, como a canção que ela dançava horas antes.

Depois do que pareceu uma eternidade, Clarissa finalmente chegou ao final da escadaria e respirou fundo recuperando um pouco de fôlego, mas o frio do lugar fazia suas vias nasais arderem cada vez que ela arquejava por ar. Ao que parecia, Claire havia chegado a um beco sem saída. Sua mente aguçada logo percebeu que ali deveria haver uma porta, como na parede da sala da diretora Ravenna e com apontou a varinha para a fechadura quase invisível da porta, conjurando. – Alohomora. – logo, novamente com um clique uma segunda porta se abriu e tal foi sua surpresa ao notar onde ela havia ido parar.

As masmorras, que ficava no sub-subsolo, estava completamente vazia. Claire espiou por uma fresta da porta antes de abri-la por completo, não queria surpresas e tampouco que quem quer estivesse por ali se assustasse com sua presença saindo da parede, literalmente. Claire sabia dos perigos escondidos nas masmorras, em seu segundo ano teve o desprazer de acabar perdida pelo lugar e tivera sorte por um aluno do sexto ano aparecer para lhe salvar de um ataque feito por um trasgo. Desde aquele dia, Clarissa prometeu a si mesma que jamais voltaria ao lugar, mas agora ela não teria muita escolha. Saindo lentamente de seu esconderijo, Claire espiou o lugar e percebeu que o som melodioso que escutara vinha de uma harpa encantada que estava posicionada ao pé de uma longa escadaria que ela sabia bem onde iria dar, nas celas abertas, criaturas mágicas dormiam um sono tranquilo, mas Claire sabia que suas chances ali embaixo seriam mínimas se aquela harpa parasse de tocar. Rapidamente e sorrateiramente, a jovem Feullière, alcançou o pé da escadaria e soltou um pesado suspiro aliviado, não seria hoje que iria enfrentar os monstros que habitavam as profundezas de Beauxbatons. Subindo as escadas o mais rápido que pode, ela se deparou com a pesada porta de carvalho encantada para nunca ser quebrada, sacando a varinha das vestes, ela sussurrou mais uma vez o feitiço que mais usava. – Alohomora. – um clique alto o suficiente para acordar meia escola ecoou pelas paredes de pedra do subsolo da academia e então a porta se abriu, fazendo Claire sair do lugar o mais rápido que pôde, mas a porta não poderia ficar aberta e vasculhando a mente em busca do feitiço, Claire uniu forças e empurrou a porta para que ficasse na posição correta e apontou a varinha para a fechadura da porta. – Colloportus. – logo a tranca da porta fechou-se com um clique ainda mais alto e então, ela suspirou. Sentando-se no chão ao lado da enorme porta, Claire se surpreendeu ao notar mais pegadas como a que viu na sala de Ravenna, era difícil compreender, pois não avistará nenhuma nas masmorras, ou talvez ela estivesse apavorada demais para notar.

Seu coração parou por alguns mínimos segundos ao notar para onde as pegadas iam. A passagem secreta. Ela engoliu em seco e se levantou sentindo as pernas um tanto trêmulas. Respirando fundo, Claire reuniu coragem e passo a passo chegou em frente a porta que levava a passagem secreta e por conseguinte, os terrenos da academia. Ela só esperava que não tivesse que enfrentar o que guardava a passagem.

Fim da II parte.
Convidado



Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Masmorras

Mensagem por Arthemis Duch. Thénardier em Sab Jun 17, 2017 4:40 pm

✘ Band-Aids don't
fix bullet holes

Andando pelos corredores de Beauxbatons, Arthemis segurava a mão de Nathaniel, que a acompanhava, já que assim como sua mãe, ela tinha uma certa paranóia e odiava sair sozinha. Geralmente saia com Arabella, sua irmã gêmea, ou com sua mãe. Odiava sair com sua tia pois ela não era uma companhia agradável, saia bem raramente com sua tia, já que a cada 20 minutos, ela falava de seu primo, Defteros. Logo ela acabava saindo mais com o namorado, nas férias, já que ia para Paris. A companhia do amado era agradável, depois de ficar seis anos correspondendo-se com ele através de cartas. A transferência para Beauxbatons, tinha sido uma bênção nesse aspecto.

Desde que chegou na Academia, não tinha parado para procurar Claire, já que toda a sua atenção, era consumida pelo o namorado, as aulas e o dever de monitora chefe. Arthemis sabia que deveria procurar logo a amiga e a apresentar ao namorado. Em um ponto da caminhada, pararam na Sala do Humor, que logo ficou rosa e ela riu. Ouviu um barulho, olhando curiosa para o namorado. — O que foi isso? — A morena arqueou a sobrancelha curiosa e logo viu o homem dar de ombros. — Não seja frouxo, Nate, se eu tiver que estouporar alguém eu vou te dar uns tapas. — Quando começou a andar para fora, viu que não tinha nada. — Bando de babacas. — Revirou seus olhos, saindo dali, com o namorado, ainda andando.

Na nova caminhada, descendo do andar em que estavam, chegaram ao térreo, onde ouviram outro barulho. — Ah bando de babacas, eu quero dormir. — A Thénardier reclamou, enquanto ainda segurava a mão do namorado, andando. A busca ao barulho, logo levou o casal as masmorras, onde viam ali, as mais variadas criaturas. Hipogrifos, Manticoras, harpias, quimeras, uma acromântula. Aquilo fez a morena sorrir, porém o sorriso logo sumiu, ao ver um grupo de 3 crianças, que pelo uniforme, viu serem da Juste. — Tinha que ser… — Revirou seus olhos, entediada, olhando ao redor, logo vendo 2 garotas do sétimo ano que reconheceu sendo a filha de seu futuro padrasto, Thea, e a amiga, Tessa. — Querido, quer cuidar das crianças ou delas? — Ao ver Nathaniel apontando para as crianças, sorriu dando um beijo rápido no mesmo, indo em direção às duas.

Sua prima vai adorar receber vocês na sala dela. Adam também me disse que se você saísse da linha e sua próxima detenção,  você teria sua mesada cortada e sua viagem para Ibiza seria cancelada. Lamento, adeus viagem para Ibiza e olá castigo pelo resto das férias trancada no quarto, Althea. — Arthemis sorriu cínica para a morena, logo olhando para Tessa. — Vocês são estúpidas? Mentirem para crianças do primeiro ano, dizendo que as masmorras não são perigosas. Vocês viram o tamanho daquela Manticora? Da Quimera? São estúpidas? Eles poderiam estar mortos se não fosse o barulho que as duas estúpidas faziam para assustar eles. — Apontou para as panelas. — Eu contarei isso para Behati e para o diretor da casa de vocês, e o pai das duas. Adam vai te matar, Thea. E você e Tessa ganharam uma bela de uma detenção. Vão cuidar dos animais daqui com o professor de trato das criaturas mágicas e o guarda caça o resto do último ano de vocês e vão perder 60 pontos cada para a casa de vocês. Eu não quero mais ver as duas aqui, sumam e esperem serem chamadas. — Pronunciava firme.

Ao ver as garotas saírem andou para o lado dos pequenos e sorriu depois de ver o namorado às acalmar e as crianças dormirem. Pegou a menina no colo enquanto ele pegava as meninas, andando com as crianças para fora das Masmorras, depois de dar um dos beijos mais apaixonados possíveis que poderia ter. Sabia que na época que tivessem filhos, ele seria um excelente pai e para isso, bastava, logo saindo do ambiente, indo para a Comunal da Juste, onde levaram as crianças para o quarto dos primeiro anistas e voltaram para a Comunal da Noble, onde foram dormir após colocarem o pijama bem confortável e quentinho que tinham comprado antes do começo das aulas de desenhos animados trouxas.


ONCE UPON A TIME A QUEEN GONNA BE HAIL

Arthemis Duch. Thénardier
avatar

Posts : 22
Idade : 16
Localização : Paris, França — Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: 5º Ano
Nível do Personagem:
Casa: Noble

Monitor-Chefe de Beauxbatons
Monitor-Chefe de Beauxbatons

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Masmorras

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum