Sala de Alquimia

 :: Subsolo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala de Alquimia

Mensagem por Cora Neøbradzy Høffmann em Qua Fev 15, 2017 7:49 pm


Sala de Alquimia

A sala de Alquimia é totalmente equipada como a sala de Poções, exceto por conter mais encantamentos contra explosões e incêndios e por ter o estoque mais complexo, vasto e perigoso. Por a sala ser considerada um tanto perigosa, alunos não devem utilizar a sala sem a presença de um professor, caso ocorra a quebra da regra, haverá punições.

rpghogwartsschool.com


Cora Neøbradzy Høffmann
avatar

Posts : 915
Idade : 21
Localização : Nos Seus Pensamentos;

Ficha Mágica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Noble

Sociedade Magica
Sociedade Magica

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de Alquimia

Mensagem por Antonella Chamber. McCain em Dom Dez 31, 2017 12:39 pm


야간 검사

A última ronda do ano é minha. — Anunciei para Behati, enquanto colocava o último livro na estante. Talvez ela nem tivesse escutado, de tão imersa nas atividades de finalização do ano letivo: fechamento de provas, trabalhos etc etc... O trabalho de diretora não era fácil e eu duvidava muito de que ela não fosse sair do trabalho tarde da noite como já fizera tantas vezes antes.

Minha mãe adotiva não era uma workaholic, mas ela prezava bastante pela organização e valorizava o trabalho dura acima de tudo. Talvez por isso alguns alunos mais folgados não gostassem tanto dela, uma pessoa que impõe respeito e admiração onde chega, e não tem medo de falar o que vem na cabeça.

Comigo era um pouco diferente. Por ser aluna e monitora, os comentários eram maldosos, mas quando resolviam criticar minha origem era um verdadeiro inferno para que eu me controlasse e não tentasse me vingar de alguém que destilava ódio e inveja para cima de mim. "Respira fundo, conta até dez." Dizia para mim mesma cada vez que alguém falava em comer carne de cachorro ou me chamava de vagabunda oportunista. Eu não acredito em karma, mas acho que tudo o que você faz para alguém, acaba voltando, sejam coisas boas ou ruins.

Saí da sala da diretora, me despedindo e descendo as escadas até o subsolo para fazer a ronda. Era de se esperar que tudo estivesse escuro e úmido, as correntes de vento frio que passavam por meu caminho arrepiavam minha pele superficialmente e sacudiam algumas mechas dos meus cabelos.

Inclinei-me para a direita, deslizando a mão até minha bota, de onde puxei minha varinha. Era o único lugar onde eu poderia guardar a coitada, 40 cm jamais caberiam dentro das vestes sem se destacar por onde eu passasse, então acabei ganhando essas botas personalizadas de Behati de natal logo quando entrei na escola.
Lumos. — A varinha se acendeu após o comando, iluminando parte do caminho por onde eu passava, a melhor parte de fazer a ronda do subsolo é que não existem tantos lugares para inspecionar, visto que são trancados ou proibidos a entrada sem um professor ou funcionário, e quem desrespeita a regra é punido ou morto.

Diante da porta da sala de alquimia, apaguei a luz e encostei na maçaneta, fria como as paredes e qualquer outro objeto no lugar. Mas o que me chamou a atenção, foram os sons que vinham do outro lado. Revirei os olhos e suspirei, já estava cansada de ser uma empata f*** nessa escola. Seriam duas pessoas a mais para falar mal de mim pelas costas (não que eu me importasse tanto claro, mas era meio solitário não ter amigos e viver somente fazendo o trabalho de monitora, estudando e ajudando a mãe, sem qualquer tipo de divertimento na escola para criar memórias.)

Alohomora. — Murmurei, torcendo para que a varinha "escutasse". Ouvi o clique da porta destravando e abri-a com rapidez, acendendo a varinha novamente.
Bonito hein, que bonito. — Disse, avançando para cima do aluno que estava mexendo no armário de poções — Imagina só o que te espera lá em cima engraçadinho. — O garoto quase deixou uma poção cair no chão, e só deus sabe o que aquilo provocaria em nós dois.

Eu não poderia usar um feitiço de imobilização nele, ao menos não onde ele estava no momento, por isso puxei seu braço com força, para que viesse de encontro a mim e o segurei, envolvendo seu pescoço com meu braço livre. Com a mão que guiava a varinha, apaguei-a novamente e me aproximei do armário, fechando as fortas (ou pelo menos encostando-as) com a ponta de um dos pés.

Agora você, mocinho. — Desvencilhei meu braço de seu pescoço e empurrei-o — Incarcerous. — Pronunciei, apontando a ponta da varinha para o garoto ainda atordoado e confuso. Correntes saíram da varinha e envolveram-no, permitindo que caminhasse, porém sem permitir que tentasse se soltar e fugir. Assim que o feitiço terminou, agarrei a ponta da corrente e enrrolei na mão, iluminando a ponta da varinha e saindo da sala de alquimia, trancando-a outra vez e voltando para a sala de Behati, com certeza essa seria uma excelente punição.

Girl Crush

@Amanes


Antonella Chamber. McCain
avatar

Posts : 127
Idade : 20
Localização : no nariz da bruxa

Ficha Mágica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Noble

Administradores
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Subsolo

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum