Bar dez Winstereaux

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Bar dez Winstereaux

Mensagem por Behati Chamberlain McCain em Ter Maio 30, 2017 3:31 pm


Bar des Winstereaux
Village Alaesmëir
Como tudo na França, o bar é elegante, agradável e simplesmente agradável de decoração acolhedora e o ambiente sempre é cheio de adultos e alunos de maior de 16 anos, já que alunos com menos dessa idade, são barrados e mandados de volta para o vilarejo.
rpghogwartsschool.com


SO TAKE ME TO PARADISE AND LOVE ME

Behati Chamberlain McCain
avatar

Posts : 252
Idade : 28
Localização : Cannes, França — Academia de Magia Beauxbatons

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem: Merlin da nova era Merlin da nova era
Casa: Sage

Diretora de Beauxbatons
Diretora de Beauxbatons

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Skyler Antonov Navikev em Dom Jul 09, 2017 11:48 pm


Cheguei ao local com aquele sentimento de saudade. Havia estado ali poucas vezes em toda minha vida, mas sempre adorei o ambiente marcante. Sentei em uma mesa e comecei a observas as pessoas enquanto elas aproveitavam o ambiente rindo e bebendo, paquerando. Cheguei a sentir saudades de Owen que provavelmente estava no trabalho enquanto meu turno ja havia acabado. Decido então tomar uma vodka com limão e gelo e engulo tudo antes de sair do bar após pagar pela bebida indo direto para meu apartamento em Berry.


Skyler Suzanah Romanov Antonov Navikev . Obstetra
Skyler Antonov Navikev
avatar

Posts : 202
Idade : 25

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Qua Ago 23, 2017 7:10 pm

Eu não era muito de ir a bares, mas a situação de hoje me parecia uma justificativa plausível para a minha atitude. Havia acabado de conseguir dinheiro para comprar um bom apartamento em Paris, que tornava-se uma cidade promissora no mundo bruxo, mas sem ter toda a agitação do Reino Unido. Além do mais, era um lugar cheio de recursos e um ambiente para gostos variados, então acredito que me darei bem por aqui. Meu intuito naquele bar era apenas beber algo para comemorar, mesmo que sozinho, minha nova aquisição. Porem, não imaginava que logo ao adentrar o estabelecimento, encontraria um conhecido de longa data. E não qualquer conhecido, diga-se de passagem. Pude jurar que avistei Jason, meu amor da adolescência, ocupando um dos lugares próximos ao balcão, e pelo que constatei de longe, ele não estava bêbado. – Por essa eu não esperava. – Resmunguei sozinho, enquanto me aproximava do balcão, e consequentemente dele também, para fazer meu pedido. – Bonsoir. Uma dose de uísque de fogo, s'il vous plaît! – Meu francês ainda era amador, mas era o suficiente para sobreviver. Ao receber a dose, me sentei propositalmente ao lado de Jason, e me virei para vê-lo. Seus cabelos estavam maiores do que eu me lembrava, e, se é que era possível, ele conseguiu ficar mais bonito do que já era nos tempos de Hogwarts. – Ora e veja... Quem é vivo sempre aparece! – Disse para o, agora, homem. E mesmo depois de tantos anos, senti meu coração bater mais forte quando ele enfim me encarou.

Obs.: Interação com Jason. Favor não intrometer-se na postagem!


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Jason Lewis Scharatter em Qui Ago 24, 2017 12:15 am

Faziam anos que eu não visitava Paris, com a vida adulta me batendo na cara e me exigindo tempo e esforço da minha parte, agora que era um notório herbologista e vivia tendo que auxiliar em algumas crises envolvendo plantas mágicas. Por isso também que eu escolhi Paris pra umas férias, longe das terras britânicas, sabia que era irônico eu trocar uma terra pela outra, dado o histórico de rivalidade entre elas e desprezo mútuo existente entre ingleses e franceses, mas o que importava hoje era beber e me divertir, coisa que não fazia tinha um bom tempo. Eu já estava na minha quarta rodada de hidromel envelhecido em barril de carvalho, quando alguém se sentou ao meu lado, eu tinha ouvido o pedido da pessoa, porém não olhei, estava imerso demais nos meus pensamentos sobre quantas garrafas de bebidas eu era capaz de esvaziar entre as que estavam a minha vista e por trás do balcão. Só quando ouvi alguém falar comigo, o que me fez virar o rosto automaticamente, os anos e a puberdade podiam ter alterado várias coisas na voz dele, mas ainda tinha a familiaridade de ser alguém bastante conhecido. – Eu deveria dizer o mesmo... –  Falei brincando e voltei meus olhos para a figura ao meu lado, não demorei muito pra me dar conta de que era Nate, "meu Nate", como eu chamava quando era apenas um adolescente perdido. – Não é, senhor Nathan? – Falei brincando de novo, eu me sentia como se ainda estivesse no mesmo corredor em que o pedi em namoro, há quase dez anos atrás, era o mesmo nervosismo e a mesma vontade se manifestando mais uma vez, ele sempre seria diferente dos demais pra mim.


jason lewis scharatter
sonserina + 25 + gay
Jason Lewis Scharatter
avatar

Posts : 51
Idade : 26

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Qui Ago 24, 2017 6:16 pm

O reencontro com Jason me fez dar uma viagem no tempo, e foi inevitável relembrar de como ele causou impacto na minha adolescência. De repente, vieram à tona nossos momentos mais felizes, e talvez pelo conjunto da obra, eu acabei sorrindo. Não podia negar que o quão havia sido bom ter me envolvido com ele, apesar do jeito como as coisas haviam acabado. – Assim você faz eu me sentir um tiozão! – O respondi, fazendo referência ao fato de ele ter me chamado de senhor, mesmo que tivesse sido apenas uma brincadeira. Virei a dose de uísque e fiz uma careta, afinal eu não era acostumado a beber álcool com muita frequência. Percebi que Jason estava rindo disso, e revirei os olhos. – Vai me dizer que nunca fez isso?! – Perguntei, e logo em seguida fiz o gesto para que o atendente se aproximasse de mim. – Uma garrafa de hidromel, monsieur! – Fiz um novo pedido, que foi prontamente atendido pelo rapaz. Após agradecer o mesmo, voltei minha atenção para Jason, e acabei me distraindo com o cabelo dele. Estava bem bonitinho, apesar de grande, algo que na época em que o conheci provavelmente não ficaria tão bom. – Faz muito tempo desde que nós... Bom, você sabe. – Falei um tanto desconcertado. Tentei disfarçar meu comportamento desengonçado com um sorriso de canto, mas não sei se ele se convenceu. – Me conte como andam as coisas em sua vida. – Pedi, seduzido pela curiosidade. Queria realmente saber se as coisas estavam dando certo pra ele, porém a necessidade que eu tinha de saber daquilo me assustava. Era como se ele ainda fizesse parte da minha vida, e de certa forma, fazia. Ele estava mais presente nela do que eu poderia imaginar.


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Jason Lewis Scharatter em Sex Ago 25, 2017 5:24 pm

Ele deu um sorriso, que continuava bem parecido com o que eu conhecia, não vou mentir, porque me lembrava do sorriso dele exatamente como estava vendo agora e dei um sorriso de volta, foi meio que o instinto de sempre falando mais alto que qualquer outra coisa, ele sempre despertou em mim coisas tão naturais que nunca fui capaz de controlar e evitar. – Sei que a barba lhe deu um ar mais maduro... Mas você não tem nada de tio. – Falei brincando e pisquei para o mesmo, porém acabei rindo com a cara dele virando a bebida, algumas coisas não tinham mudado mesmo, ele permanecia meio fraco para bebidas, como foi quando éramos mais novos. – Só quando era adolescente e estava bebendo vodka... Mas olha, não vira uísque assim que vai acabar ficando bêbado e meio. – Falei bem humorado pra ele e passei a mão pelos meus cabelos, arrumando os mesmos, enquanto ouvia ele pedir mais bebida e ergui as sobrancelhas de leve, mas não tive tempo de fazer gracinhas sobre a bebida, pois ele voltou a me encarar e falou sobre o grande momento e ficou todo sem graça, o que me fez achar ele fofo, como sempre foi. – Sim, bastante tempo... – Falei com um tom meio frágil, pois o tema era realmente delicado, não há como se negar. Ele fez outra pergunta e eu dei uma risada meio anasalada, antes de beber um pouco do meu hidromel e passei o indicador pela borda do copo, enquanto o analisava. – Me formei herbologista, hoje em dia sou tipo um consultor da área, moro sozinho em Londres. E você? O que tem feito desde que perdemos contatos? – Falei curioso, eu realmente estava curioso, tinha uma certa curiosidade sobre o que aconteceu com ele, pois mesmo depois de tantos anos, eu sentia que nunca de fato deixei de me perguntar sobre ele, sobre como estava e esses detalhes.


jason lewis scharatter
sonserina + 25 + gay
Jason Lewis Scharatter
avatar

Posts : 51
Idade : 26

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Dom Ago 27, 2017 10:01 pm

Era engraçado o modo como a vida nos surpreendia. De todas as vezes em que imaginei como seria um possível reencontro entre nós, certamente não estava nos meus planos que fosse num bar. Muito menos na França. – Acho que combina comigo, não? A barba? – Indaguei, aproveitando que ele tinha mencionado-a. – Sobre seu comentário... Obrigado. – Fui um pouco mais contido, porém eu não tinha a menor dúvida de que, depois que saísse dali, ficaria com a imagem dele piscando pra mim na cabeça. Seria como um dos momentos que eu guardava em minha memória, de quando éramos dois adolescentes apaixonados. Um tempo que definitivamente não voltaria mais... – Obrigado pela dica. Sou meio inexperiente com bebidas! – Revelei, esboçando um sorriso desconcertado em meu rosto. E mais uma surpresa, já que eu não esperava receber conselhos de Jason sobre bebidas. Escutei ele contar algumas coisas que havia feito, como o fato de ter-se transformado num herbologista, enquanto alternava um gole ou outro do meu hidromel. Sorri quando ele indagou sobre minha vida, e soltei um suspiro. – Sou uma espécie de advogado, e futuramente tenho a pretensão de trabalhar com algo relacionado às leis mágicas no Ministério da Magia. Me mudei recentemente pra cá, e por isso estou aqui bebendo... Pra comemorar a aquisição do meu novo apartamento! – Resumi em poucas palavras minhas últimas experiências, que eram até razoáveis para um jovem de 25 anos. Reparei um pouco no físico dele, notando que continuava atlético como já era há algum tempo atrás. – Vejo que continua em boa forma.. Ainda tem o bracinho forte? – Perguntei um tanto risonho, me lembrando que nos tempos de escola ele vivia se metendo em confusão com uns caras que desaprovavam a orientação sexual dele.


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Jason Lewis Scharatter em Ter Ago 29, 2017 10:04 pm

Eu já sabia que a vida fazia umas graças com a minha cara, desde muito novo, uma vez que eu nasci em um ambiente cheio de pessoas um tanto quadradas quanto ao que eu queria pra minha vida amorosa e pessoal, mas encontrar o último cara com quem eu resolvi me envolver foi o de mais inusitado que ela inventou recentemente pra mim. Ouvi a pergunta dele e encarei o mesmo, mordendo a boca com a pergunta dele, era difícil não achar que ele estava tentando me provocar, mas me mantive o mais sério possível.  – Sempre soube que ficaria bem de barba e com outras coisas... – Falei de um modo bem humorado e umedeci os lábios com a ponta da língua e sorri pra ele. – Por nada! – Falei de um modo gentil e acabei rindo quando ele agradeceu sobre a dica e falou sobre a inexperiência. – Disso eu já desconfiava... Uísque faz você ficar bêbado rápido quando vira ou bebe muito rápido, descobri isso aos dezoito. – Falei bem humorado, lembrando de uma festa errada na qual fui, onde bebi uísque de fogo demais, porém fui pego desprevenido quando ele abriu um dos sorrisos que tanto me lembrava. Ele havia mudado assim como eu, mas era engraçado imaginá-lo como alguém ligado a algo tão formal e acenei com a cabeça. – De fato, é um grande passo ter o próprio canto. – Falei de um modo animado e ergui o copo pra ele, em um tipo de brinde mas fui pego desprevenido com o comentário dele e tentei não levar isso por um caminho que não fosse de brincadeira. – Claro, sempre pronto para quebrar umas caras de uns idiotas. – Falei bem humorado e volte a dar um gole na minha bebida, analisando ele, estava com uma ideia insana, porém seria engraçado fazer isso, então me levantei no exato momento em que a música do bar mudou para uma mais dançante. – Vem, vamos reviver aquele baile. – Falei brincando, sobre quando nos conhecemos, mas falava sério sobre a dança, queria ver se a situação havia mudado também nesse ponto.


jason lewis scharatter
sonserina + 25 + gay
Jason Lewis Scharatter
avatar

Posts : 51
Idade : 26

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Sex Set 08, 2017 5:22 pm

Apesar de tentar não pensar muito nisso, não podia negar que Jason continuava bonito. Por vezes, meus olhos simplesmente encontravam dificuldade para desviar do rapaz, que por enquanto parecia estar tranquilo quanto a isso. Se é que ele estava reparando nesse detalhe. Não liguei muito pra isso, até porque, justamente por estar encarando-o, reparei que o mesmo havia mordido a boca, como costumava fazer anos atrás. Arqueei as sobrancelhas, quase que inconscientemente, já que ele fazia isso quando estava sendo provocado ou coisas do tipo. – Devo dizer que o senhor fica bem de barba e com o cabelo grandinho. – Aproveitei a deixa para elogiá-lo também, e resolvi piscar em sua direção. Em seguida, ouvi ele falar sobre as experiências com álcool, e ri com a conclusão do mesmo. Era engraçado imaginar Jason bêbado. Com certeza ele deve ter ficado sem jeito no dia seguinte, isso sem falar na ressaca que deve ter sentido. – Realmente fiquei curioso pra te ver bêbado... Aprontou muito? – Perguntei num tom divertido, e virei o restante do uísque propositalmente, como se estivesse instigando-o a fazer a mesma coisa. Concordei quando ele comentou sobre a importância de ter um lugarzinho pra morar, e depois sorri com a resposta que ele me deu, em relação à pergunta sobre sua forma física. Me surpreendi com a proposta do cabeludinho, mas nem de longe pensei em recusar, até porque agora a música era mais o nosso estilo. – Quer dizer que você ainda lembra daquilo? – Indaguei um pouco mais alto, já que o volume da música aumentava a medida que nos aproximávamos da área onde as pessoas dançavam.


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Jason Lewis Scharatter em Sex Set 08, 2017 7:21 pm

Ele parecia estar me analisando como se eu fosse um daqueles experimentos mágicos, o que era um tanto estranho, não vou mentir, mas isso não me incomodava, talvez ele estivesse analisando as minhas mudanças do mesmo modo que eu estava analisando cada mudança que havia nele. Ele notou algo no meu gestual e eu acabei dando uma risada com o que ele disse, ele estava se ligando no que estava se passando pela minha cabeça, no mínimo, e eu dei meu melhor sorriso convencido após a piscadela que ele me deu. – É mesmo? – Falei de um modo bem humorado e um pouco, mas bem pouco, provocativo e tentei me comportar mais, sabia que parte disso já se devia a liberdade que a bebida provocava próximo a embriaguez. Então o mesmo pareceu gostar da ideia de me ver bêbado e passei a mão pela barba, tentando me lembrar de mais detalhes sobre a noite, porém só me lembrava mesmo era de dançar em cima do balcão com algumas garotas. – Do que me lembro... Só tirei a camisa e dancei em cima de algumas mesas. – Falei bem humorado com um sorriso nos lábios e acabei rindo baixo com as lembranças dos assovios de algumas pessoas enquanto eu tirava a blusa, depois disso eu pouco lembrava das coisas. Nate virou a bebida dele e eu franzi as minhas sobrancelhas, antes de fazer o mesmo, eu sabia que estava entrando no caminho que me levaria a ficar bêbado de fato, talvez mais uma dose já causasse esse efeito, e respirei fundo e cocei minhas sobrancelhas enquanto ele ficava achando com a minha resposta sobre a parte de me manter briguento/em forma. Então ele acabou concordando em dançarmos e eu fui andando com ele em direção a parte destinada a dança no bar e ouvi a pergunta dele, dei de ombros e sorri. – Sempre vou lembrar daquele dia! Foi engraçado... – Falei bem humorado e entrei na pista de dança, pegando na mão dele, então fiz o mesmo girar e parar diante de mim, mais ou menos num espaço que estava livre. – E você? Não lembra daquilo? – Falei curioso, mantendo a voz um pouco mais alta pra ele me ouvir em meio a música, enquanto arriscava começar a dançar diante dele.


jason lewis scharatter
sonserina + 25 + gay
Jason Lewis Scharatter
avatar

Posts : 51
Idade : 26

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Sex Set 08, 2017 8:23 pm

Uma mistura de sensações tomavam conta de mim naquele momento. Mas uma coisa todas elas tinham em comum: eram positivas. Afinal, Jason nunca havia me dado motivos pra que eu pensasse coisas ruins a seu respeito. Na verdade, depois de ver como ele estava e conversar um pouco com ele, fiquei me perguntando mentalmente como eu deixei esse cara sair da minha vida. Mesmo depois de tanto tempo, e de alguns relacionamentos sérios que tive, ele ainda me parecia o rapaz certo. Se é que existia essa coisa de você estar destinado a alguém. – E por que não seria? – Devolvi a jogadinha de interesse, abrindo um sorriso que claramente refletia segundas intenções. Provavelmente estava indo rápido demais, o que em parte era culpa do uísque, porém eu não ligava muito. Não contive o riso quando ele revelou, enfim, o que fizera após ficar bêbado pela primeira vez. Na verdade, ele não havia feito nada que eu já não esperasse, por já ter presenciado alguns amigos ficarem na mesma situação, mas imaginá-lo agindo daquela maneira definitivamente era engraçado. – É difícil te imaginar fazendo isso... – Tentei me explicar, já que ele me olhou meio envergonhado, por eu estar rindo dele. O que mais me impressionou foi que, mesmo depois de ele dar uma de certinho, dizendo pra eu não virar o copo, no final das contas Jason fez o mesmo. Resolveu se entregar, será? Não sabia ao certo, mas me empolguei tanto que resolvi chamar o atendente novamente. – Traga um uísque pra nós! – Ordenei, em seguida olhando na direção de Jason. Agora ele não iria escapar tão cedo... Mas não é que a música resolveu melhorar justo quando íamos renovar a dose de álcool? – Engraçado? – Perguntei, franzindo o rosto, enquanto começava a dançar. Aliás, isso era outra coisa que o tempo havia me ensinado: como dançar realmente bem. E eu esperava que minha nova habilidade desse resultado... – Lembro sim! Inclusive nós começamos do pior jeito possível, mas a situação se inverteu no final de tudo... – Comentei por alto, me afastando um pouco dele, propositalmente.


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Jason Lewis Scharatter em Sab Set 09, 2017 2:22 pm

Estar com o Nate após tanto tempo era estranhamente bom, as coisas pareciam as mesmas, apesar de terem mudado pra caramba, como era o caso das nossas lindas carinhas, que agora eram de dois adultos e não os garotos que um dia fomos quando nos conhecemos e ainda tinha muitas outras coisas que estávamos descobrindo. Acabei rindo com a pergunta dele, ele estava querendo me provocar e isso estava estampado no sorriso dele, odiava quando ele fazia isso porque eu só tinha vontade de agir, mas me resguardei em morder a boca mais uma vez. – Não sei. – Falei bem humorado e dei um sorriso de canto, eu estava me fazendo de tolo só pra ver até onde ele ia, até porque eu só esperava entender isso a essa altura do campeonato. Nunca vi Nate tomar esse tipo de postura e era engraçado ver ele fazendo, principalmente porque devia ser fruto da bebedeira dele, acabei foi rindo com a resposta dele ao meu relato sobre minha primeira bebedeira, ele não sabia o quanto me perdi por uns tempos, não era algo do qual me orgulhava e que me deixava sem graça quando eu lembrava, mas foi necessário. – Posso mudar esse seu pensamento depois de algumas doses de bebida e se formos a um lugar fechado. – Falei bem humorado, não queria por coisas na minha cabeça sobre o tal lugar ou nós dois juntos nele, era pra ser um comentário simples sem nenhum convite com terceiras intenções a priori, não vou mentir, só depois de falar que entendi os outros desdobramentos do que disse. Ele pareceu se divertir quando aceitei sua ideia de virar a bebida e acenei com a cabeça quando o moreno fez mais um pedido e ergui as sobrancelhas de leve, ele parecia estar querendo ver o caos se instaurar ali naquele bar e acabei rindo quando ele topou dançar, a música estava "ideal" para a situação, então ouvi o que ele disse. – Sim, muito engraçado. – Falei de um modo determinado enquanto dançava com Nathan e ele lembrou de como foram as coisas no início e o puxei para perto de mim, não precisando muito a questão da distância, o que fez ele ficar com o corpo quase colado no meu. – É exatamente por isso que falei que foi engraçado. – Falei de um modo bem humorado, com os lábios próximos ao ouvido dele, mentalmente anotei uma observação sobre como ele continuava tão cheiroso quanto eu me lembrava. Apertei a cintura dele e fiz um favor pra nós dois e afastei meu rosto dali, porque era perigoso eu ficar com o rosto perto do dele, e me mantive dançando com o mesmo até que um elfo apareceu com nossas bebidas e eu tive que soltar ele pra poder pegar, segurei meu copo e estendi o dele para ele.


jason lewis scharatter
sonserina + 25 + gay
Jason Lewis Scharatter
avatar

Posts : 51
Idade : 26

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Dom Set 10, 2017 6:28 pm

A qualquer momento eu sentia que as coisas entre nós poderiam dar errado, até porque estávamos bebendo e provavelmente não teríamos atitudes muito lúcidas após mais algumas doses alcoólicas. O pior é que eu não conseguia me conter quanto à bebida, e certamente não tomaria nenhum tipo de precaução se por um acaso Jason e eu começássemos a reviver nosso namoro. Era muito difícil me segurar quando aquele rostinho dele abria um sorriso, ou quando eu notava uma investida por parte dele. Apesar de não admitir, lá no fundo eu sabia que ele ainda causava impactos em mim, e ainda provocava as mesmas sensações de tantos anos atrás. – Claro que é, Jason! Olha só essa sua carinha.. – Murmurei meio surpreso com o fato de ele ser inseguro quanto à própria aparência, se é que ele realmente era, porque se fosse apenas um joguinho pra arrancar elogios de mim, ele estava se dando muito bem. Quase cuspi a bebida quando ele respondeu que eu poderia mudar de ideia caso ele bebesse mais um pouco e estivéssemos num local fechado. Pelo visto não era só eu que estava pensando sobre certas eventualidades da vida... – Interessante.. Só conseguiu me deixar mais curioso. – Respondi, emendando com o tal do olhar 43. 

O plano das bebidas pareceu ir por água abaixo quando nos dirigimos à área dançante do bar, mas confesso que aquilo não era ruim. E ficou ainda melhor quando Jason me puxou para mais perto dele, e nisso ficamos com os corpos quase colados, como na noite em que nos conhecemos. Coincidentemente, era sobre aquele dia que estávamos falando. Senti meu corpo arrepiar quando ouvi a voz dele bem próxima do meu ouvido, e àquela altura eu já estava alterado o bastante para cometer certas loucuras. Porém, me contive um pouco, e continuamos dançando, até que o elfo trouxe nossas bebidas. Bebi meu copo rapidamente, e antes que Jason terminasse o dele, tratei de pegá-lo de sua mão, deixando o hidromel repousar num banquinho. – E disso aqui, você lembra? – Perguntei provocativo, ao passo em que me aproximei do rapaz tão rapidamente que ele não teve escapatória. Fui preciso ao envolvê-lo em meus braços, e tratei de deixar uma de minhas mãos se perder nos cabelos ruivos de Jason. Nossas bocas estavam próximas demais, e eu não consegui resistir. Tentei ir devagar no começo, e consegui isso até certo ponto, mas eu queria mais. E então, nossos lábios aprofundavam o contato entre si, permitindo que um beijo intenso tomasse forma.


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Jason Lewis Scharatter em Qua Set 13, 2017 2:08 am

O problema de se deixar levar pelos extintos com bebida no meio do caminho era que havia uma enorme possibilidade de tudo dar errado, mas eu não estava querendo pensar a respeito disso no momento, sabia que em mais um ou dois copos estaria disposto a fazer ou topar qualquer coisa, porque eu estaria bêbado. Ele foi bastante meigo quando falou sobre minha "carinha", eu acabei dando uma risada baixa e suspirei, eu devia estar correndo para a outra ponta do bar a essa altura, porque eu sabia que podia dar muito errado nós dois juntos e bêbados, assim como podia dar muito certo também. – Ok, agora você me convenceu. – Falei bem humorado e rolei os olhos, deixando claro que estava só brincando com Nate, que ainda provoca em mim várias reações que eu não esperava e nem queria ter. A reação dele com a minha provocação a respeito do strip e eu abafei uma risada com a cena, ele parecia estar realmente me dando brecha, o que me deixou um tanto desnorteado. – Mas o intuito era esse mesmo... – Falei com sinceridade e pisquei pra ele, deixando o clima chegar ao mesmo tom que ele me deu ao dar aquele olhar 43 pra mim, porque o santo aqui não é de ferro e tinha alguns pensamentos meio errados.

Eu o tirei da frente do bar para irmos até a pista e ergui as sobrancelhas de leve quando o mesmo pareceu gostar da nossa aproximação, porque ele não se afastou e até mesmo me deixou falar próximo do ouvido dele e me foquei em lembrar ao meu corpo que eu precisava dançar, mas a minha atenção foi desviada pela chegada do elfo com nossas bebidas e me espantei com o moreno virando a bebida mais uma vez, o que acabei fazendo também, mas em dois goles com calma, porém não pude terminar a bebida. Ele pegou o meu copo e o colocou sobre um banquinho e então ele me deixou curioso sobre o que estava falando, principalmente pelo tom que Nate usou, mas fui surpreendido pelo avanço dele, o que me fez esquecer de responder a pergunta ou algo assim. Ele me envolveu com os braços e eu não resisti, apoiei as mãos na cintura dele e ele me beijou, o beijo lembrava sutilmente o nosso primeiro, mas logo foi tomando outra forma e eu retribui, a dança era um fator vagamente presente em meu consciente a essa altura e eu me deixei perder no beijo de Nathan, apertei a cintura dele, enquanto sentia as mãos do mesmo pelos meus cabelos, nesse momento eu deixei de dançar e mordi o lábio dele durante um breve momento de pausa e voltei a me aprofundar no beijo.


jason lewis scharatter
sonserina + 25 + gay
Jason Lewis Scharatter
avatar

Posts : 51
Idade : 26

Ficha Magica
Ano Escolar: 1º Ano
Nível do Personagem:
Casa:

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Nathan Fitz. Eberhardt em Dom Set 24, 2017 3:16 pm

Àquela altura, eu já havia aceitado que iria ficar bêbado mais cedo ou mais tarde. Por incrível que pareça, eu nunca tinha passado por aquela situação, que costumava acontecer quando os adolescentes viravam adultos. Provavelmente isso não ocorreu devido ao fato de eu sempre ser um cara politicamente correto. Claro que eu iria manchar essa imagem ao final daquela noite... – Seria surpresa se não o convencesse. Estudei pra isso! – Respondi bem humorado, fazendo relação com o meu trabalho de advogado, mesmo que isso fosse temporário. Ainda não era o emprego que eu queria, porém é bem melhor do que não estar desempregado. Jason estava correspondendo a todas as minhas investidas, e de vez em quando ele se arriscava a fazê-las. Aquilo realmente não ia resultar em coisa boa. Eu tentava ao máximo não me render às piscadas, ou então ao convite de dançar com ele, e principalmente o fato de estar próximo demais dele. Porém, já estava claro que eu não iria conseguir resistir. Quando estávamos dançando, até que tudo ainda estava tranquilo, mas quando ele veio falar no pé do meu ouvido, tudo mudou. Me senti arrepiado, como há muito tempo não me sentia, e então resolvi matar logo a minha saudade. Ou melhor, a nossa saudade, já que o ruivo correspondeu ao beijo melhor do que eu poderia imaginar. E de repente, voltamos a ser apenas nós dois. Era como se nada que houvesse ao nosso redor importasse. A música, a dança, as pessoas, as bebidas... Tudo isso desapareceu da minha mente.

E, quando eu pensei que o momento fosse acabar, Jason mordeu meu lábio, do jeito que só ele sabia fazer. Aquela mordida me instigou a querer mais dele, e o que era pra terminar, foi apenas uma pausa. Logo depois dela, um novo beijo se formava, mais intenso e cheio de paixão. Minhas mãos passeavam pelo cabelo dele, mas depois de um tempo, só isso não pareceu o suficiente. Rapidamente, desloquei-as para seu peitoral, agora mais desenvolvido, e depois deslizei-as sobre seus braços. E como era bom tocá-lo outra vez. – Sabia que não ia conseguir resistir a você.. – Murmurei bem próximo à orelha dele, depois de afastar um pouco nossas bocas. Aproveitei para deixar uma leve mordida no local, e depois colei minha testa na dele, me movimentando de maneira suave, para tentar controlar minha respiração ofegante. Envolvi-o num abraço que demonstrava tudo o que eu ainda sentia por ele, e me mantive próximo dele. Agora, depois de tudo isso, não queria mais me afastar. Dei um selinho em Jason, e brinquei com seus lábios, mordendo os mesmos e, por vezes, puxando-os. – Vamos embora daqui. Vamos ser só nós dois de novo... – Sugeri, movendo minha boca para o pescoço dele, onde deixei um leve chupão. Se ficou a marca ou não, nem me pergunte. Havia coisas mais interessantes para meu me preocupar, como por exemplo, a resposta dele.


I'm Nathan Fitzgerald Eberhardt
Nathan Fitz. Eberhardt
avatar

Posts : 67
Idade : 25
Localização : ERROR 404 NOT FOUND

Ficha Magica
Ano Escolar: Concluido
Nível do Personagem:
Casa: Grifinória

Adultos
Adultos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bar dez Winstereaux

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum